Análise onchain, o que dizem os dados do Blockchain?

Criado em 22/07/2021 - Atualizado em 22/07/2021

4 minutos 34 segundos de leitura

Análise onchain, o que dizem os dados do Blockchain?

Para ajudar você a tomar decisões de investimento mais acertadas, o Mercado Bitcoin firmou uma parceria com a ‘Into The Block’, uma empresa especializada em analisar os dados encontrados no blockchain das criptomoedas.

Desse modo, nossos usuários ganham acesso à informação de ponta para definir suas estratégias de investimento. São informações de concentração em grandes investidores, número de endereços ativos, movimentação das exchanges, entre outros.

Os indicadores fornecidos pela ‘Into the Block’ em nosso ‘Painel de negociação’ ajudam você a tomar decisões de investimento, seja para ‘Day Trade’ ou posições de longo-prazo.

Sem dúvidas, a análise de dados no blockchain é uma ferramenta muito utilizada por profissionais, e pode ser utilizada em conjunto com outros indicadores técnicos.

Acompanhe quais os principais indicadores, e como a análise onchain funciona na prática.

O que é análise onchain?

A análise onchain — ou rastreamento de blockchain — é um campo emergente que examina os fundamentos das criptomoedas para auxiliar na tomada de decisão dos investidores.

Como o blockchain é transparente e deixa dados abertos, é possível obter métricas a partir da atividade registrada. Estas métricas permitem medir o comportamento do investidor.

A análise onchain é uma abordagem orientada por dados, ao contrário da análise técnica ou gráfica. Este modelo pode ser focado em um único criptoativo, observando as tendências históricas, ou comparando diferentes moedas, buscando identificar aquelas sub ou sobrevalorizadas.

Examinando dados no blockchain, por exemplo, a quantidade de endereços ativos, ou movimentação dos mineradores, é possível estimar se o preço atual acompanha a mudança nos fundamentos.

Este outro artigo explica como funciona o trade de criptoativos, fundamental para quem deseja aplicar a análise onchain na prática.

Quem é a ‘Into The Block’?

‘Into The Block’ é uma empresa norte-americana de ciência de dados que aplica inteligência artificial para encontrar informações relevantes no blockchain das criptomoedas.

Sua abordagem holística aborda os criptoativos de formas distintas, incluindo uma seção dedicada de finanças descentralizadas - DeFi.

Como encontrar os dados na plataforma MB?

Através desta parceria, os clientes do Mercado Bitcoin podem acessar as principais análises do ‘Into The Block’ no ‘Painel de Negociação’ em nossa plataforma. Basta seguir os seguintes passos:

image1

1) acessar o ‘Painel de Negociação’ de qualquer criptoativo; 2) clicar no botão “Ver Indicadores Into The Block”.

A tela inicial apresenta o “Resumo do Token”, fornecendo uma visão abrangente do ativo através de diferentes métricas. Logo abaixo do resumo, é possível encontrar a seção de ”Indicadores”, que contém sinais do sentimento de mercado com base nestas análises.

Como interpretar os principais indicadores?

Preço de aquisição vs. atual: o ‘Into The Block’ identifica o custo médio de aquisição da moeda para todos os endereços com saldo, e compara com o preço atual. Endereços marcados como "Acima" estão no prejuízo. Na ponta oposta, se o ‘preço de aquisição’ estiver “Abaixo”, significa que estes investidores estão no lucro.

image2

Se você é um desses investidores no prejuízo, não se desespere. Siga as dicas da equipe da @usecripto: o que fazer em momentos de queda?

Custódia por Grandes Investidores: este indicador mostra a quantidade de moedas em custódia (posse) de ‘Baleias’, os endereços que possuem ao menos 0,1% da oferta em circulação. Esta medida estima a concentração das moedas nos grandes detentores. Em resumo, quanto maior o indicador, maior o risco de uma queda por conta de grandes investidores desmontando suas posições.

Custódia por tempo: os endereços que detêm cada moeda podem ser classificados como: a) Hodler, que detém há mais de um ano; b) Cruiser, mantendo a posição entre 1 e 12 meses; c) Trader: endereços recentes, que adquiriram o criptoativo há menos de um mês. Moedas antigas que já passaram por grandes quedas indicam o HOLD, investidores de longo prazo.

Transações acima de U$ 100k: essa métrica mostra, com base nos indicadores de grandes movimentação, o volume total de 100 mil dólares (cada) ou superior. Além disso, exibe o número de transações que ultrapassou esse valor nos últimos 7 dias. Grandes movimentos podem indicar baleias entrando ou saindo da posição.

Correlação com o Bitcoin: compara o desempenho de determinado criptoativo ante o Bitcoin nos últimos 30 dias. Valores próximos de 1 sinalizam movimento próximo, na mesma tendência. Um indicador próximo de 0 sugere que não há nenhuma relação entre ambos os ativos. Já uma correlação de -1 indica comportamentos opostos.

Além desta parceria, o Mercado Bitcoin também preparou uma lista com 8 ferramentas para negociar criptomoedas, indispensável para quem deseja vencer no trade.

Que dados adicionais o ‘Into The Block’ oferece?

Caso você tenha se interessado e queira se aprofundar nos dados que a análise onchain oferece, o site da ‘Into The Block’ possui alguns outros indicadores que auxiliam na interpretação de movimentos do mercado:

Holders ganhando dinheiro no preço atual: Mostra a porcentagem de endereços estão no lucro (dentro no dinheiro), no zero-a-zero (no dinheiro), ou no prejuízo (fora do dinheiro), considerando o preço de mercado atual.

Dinheiro entrando nas Exchanges: quantia total (em dólares ou token) sendo depositado nas principais exchanges. Este indicador tende a sinalizar correções quando mostra fluxo de volumes atípicos de criptomoedas. Na ponta oposta, pode ser um indicador de alta, quando o alto volume entrando nas exchanges for de dólares ou stablecoins, já que estes são usualmente utilizados na compra de criptomoedas.

Dinheiro saindo das Exchanges: funciona de maneira oposta ao anterior, mostrando a quantia total (em dólares ou tokens) que está sendo resgatada das exchanges.

Curtiu este conteúdo sobre análise onchain? Acompanhe o Mercado Bitcoin no Instagram e Facebook para receber mais dicas e novidades.

Fique ligado

Ainda não tem conta?

Participe agora da nova economia digital!

Criar conta

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.