Educação

Chainlink (LINK), conheça a líder de oráculos em criptomoedas

09/12/2020

5 minutos de leitura

Chainlink (LINK), conheça a líder de oráculos em criptomoedas

Chainlink (LINK) é um dos criptoativos com maior utilidade no mundo real. Isso porque um dos maiores problemas de bancos de dados, e consequentemente do blockchain, é a comunicação com o mundo externo.

Deste modo, o oráculo da Chainlink consegue transferir informações entre diferentes sistemas, de forma descentralizada. Vamos imaginar um problema relativamente simples, por exemplo, buscar a cotação do Ethereum (ETH) para determinar o valor de um smart contract, o contrato digital programado.

Como confiar nos dados enviados pelos provedores? Como penalizar quem enviar informações incorretas? Foi pensando nisto que esta rede de interoperabilidade foi desenvolvida, além do token (criptoativo) LINK para remunerar seus participantes.

Ficou com dúvida na diferença entre token e criptomoeda? Veja aqui para que servem os criptoativos e quais os casos de uso atuais.

Quer ver como a Chainlink está acelerando a utilização de smart contracts em casos reais? Acompanhe conosco para entender seu potencial de crescimento e diferenciais.

O que é Chainlink (LINK)?

O criptoativo LINK é um token no formato ERC-677 na rede Ethereum. Em setembro de 2014 a empresa SmartContract.com desenvolveu um serviço que conectava smart contracts à provedores de dados.

A solução proposta, no entanto, dependia de oráculos, os portais de acesso, centralizados. O problema só foi resolvido três anos mais tarde, através da rede Chainlink de oráculos distribuídos.

Foi então que a empresa organizou sua oferta inicial de tokens (ICO), e levantou 32 milhões de dólares. Foram criados 1 bilhão de tokens, dos quais 350 milhões foram disponibilizados na oferta. A rede Chainlink nasceu efetivamente em junho de 2019.

Qualquer provedor de dados é livre para se conectar à rede, inclusive através de API, a conexão automatizada. Desse modo, os operadores desses nós (nodes) que aceitam requisições e devolvem a resposta à rede são remunerados com tokens LINK.

Acompanhe aqui o que são e para que servem os smart contracts, contratos digitais programáveis.

Para que serve a Chainlink (LINK)?

A rede surgiu para evitar conflitos na transmissão de dados entre diferentes sistemas. Em resumo, quando um banco de dados precisa trazer ou levar uma informação externa, a única forma que existia era confiar em terceiros. A Chainlink trouxe uma solução descentralizada para este problema, protegendo assim este fluxo de informação.

Os nós (nodes) da rede atuam como oráculos, assegurando que a informação que entra e sai está correta. Os dados são coletados de forma independente, e validado pelos oráculos, para em seguida ser encaminhado ao smart contract.

Ou seja, a rede Chainlink serve para evitar a manipulação de dados que entram ou saem de bancos de dados. Além disso, funciona como uma ponte para interoperabilidade entre diferentes sistemas.

Quem precisa destes oráculos?

Os smart contracts, os contratos digitais programáveis, realizam movimentações quando determinadas condições são satisfeitas. Isso é simples de analisar quando os dados estão no próprio blockchain, por exemplo, o saldo de determinado endereço, ou o número do último bloco minerado.

No entanto, qualquer informação externa, ou até mesmo o envio de dados para um banco de dados de terceiros, é suscetível a erros ou manipulação. Este gargalo impediu durante muito tempo o desenvolvimento dos smart contracts. Deste modo, o setor de finanças descentralizadas (DeFi) é um dos grandes usuários de oráculos.

Os dados que transitam podem variar desde resultados de jogos de futebol, toneladas de soja em determinado navio, ou até mesmo a cotação do Bitcoin. Assim sendo, os oráculos são responsáveis pelo fluxo de informação entre o mundo externo e o blockchain.

Calma, finanças descentralizadas pode parecer assustador, mas no vídeo abaixo nossos especialistas Bernardo Quintão e Jeff Prestes respondem as principais dúvidas sobre o tema, confira:

Quem garante os oráculos?

A própria rede Chainlink busca o consenso para encontrar dados confiáveis. Oráculos que agirem de forma incorreta são penalizados, e de qualquer modo, estes dados são rejeitados pelo consenso. É justamente a descentralização que torna o processo seguro.

Os fornecedores de dados são livres para ofertar as informações na rede, porém são obrigados a depositar uma quantia de tokens LINK para garantir sua honestidade. Enquanto isso, a rede utiliza um sistema de reputação para coletar e avaliar tais dados.

Se tudo der certo, ao final do processo, o oráculo recebe sua premiação, custeada pelo solicitante da informação. Só então são desbloqueados os tokens LINK previamente depositados em garantia.

Quem utiliza a rede Chainlink?

Esta é a grande vantagem do criptoativo, que já possui usuários de peso como a SWIFT, empresa líder em sistemas de pagamento internacionais. Em meados de 2019 o Google anunciou a integração de alguns serviços do Cloud com o oráculo da Chainlink.

Atualmente a Chainlink funciona de forma descentralizada na rede Ethereum, porém nada impede de ser utilizada na Tezos, Hyperledger, Bitcoin, ou qualquer outra blockchain. Inclusive, tanto pessoas físicas quanto empresas podem atuar como provedores de dados na Chainlink.

A rede certamente possui um futuro promissor, embora ainda tenha que provar sua funcionalidade e segurança em grande escala. De qualquer forma, o crescente número de casos reais utilização sinalizam que há um potencial enorme.

Cabe, entretanto, lembrar que existem outras redes competindo na oferta de serviços de oráculos descentralizados. Deste modo, não há garantias que a Chainlink continuará dominando o mercado. Outro risco associado é a migração da Ethereum para sua versão 2.0, embora isso vá ocorrer de forma gradual nos próximos anos.

Como comprar Chainlink (LINK)?

O Mercado Bitcoin, exchange líder em volume e número de clientes no país, disponibiliza a negociação de Chainlink (LINK). Nossos clientes podem comprar LINK e vendê-los a qualquer hora do dia através de nosso livro de ofertas.

Cadastre-se agora mesmo, e se preferir, baixe nosso aplicativo para Android ou iOS, e venha conhecer a plataforma mais segura da América Latina. Temos orgulho de figurar no ranking das 25 exchanges mais transparentes e confiáveis do mundo, de acordo com o Blockchain Transparency Institute.

Após ter seu cadastro aprovado,basta realizar uma transferência para nossa conta-corrente, ou chave PIX, e entrar com sua oferta de compra de LINK no preço em nossa plataforma. É simples, rápido e seguro!

Curtiu este conteúdo sobre Chainlink, oráculos e smart contracts? Siga nossas dicas no Youtube para acompanhar as informações mais relevantes do mundo das finanças digitais.

Fique ligado

Ainda não tem conta?

Participe agora da nova economia digital!

Criar conta

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.