Como diminuir os riscos ao negociar criptomoedas: 5 erros comuns que você deve evitar

Acredite se quiser: mesmo em períodos nos quais o Bitcoin sobe 40%, há traders que conseguem perder dinheiro. Isto acontece por diversos motivos, que vão muito além da falta de conhecimento técnico ou erros na estratégia.

Embora não seja nada exclusivo das criptomoedas, o simples fato de apresentar uma variação de retornos maiores, além da possibilidade de negociação 24 horas por dia, aumenta a possibilidade de erros.

Fique tranquilo, pois os especialistas do Mercado Bitcoin se uniram para detalhar os 5 erros mais comuns ao se investir em criptomoedas, e mais importante, como evitar estas armadilhas.

Erro 1: Montar a posição toda de uma única vez

Não importa quanta experiência você tem no trade de criptomoedas. A pior estratégia é comprar tudo de uma única vez. Primeiramente, aumentam as chances de você se arrepender, e acabar vendendo no caso de uma queda.

Existem estratégias de investimento que trabalham com stop loss, ou limite de perda. No entanto, não é saudável gastar todo dinheiro disponível em um único ponto de entrada. Se o investidor deixar uma margem de manobra, poderá realizar novas compras em preços mais baixos.

Outro problema em comprar tudo de uma única vez é favorecer o ato impulsivo, não planejado. Uma estratégia bem desenhada deve contar com o elemento da volatilidade, a variação brusca no preço, portanto não é recomendável tentar acertar um único ponto de entrada.

Como evitar este erro:

O ideal é comprar um pouco a cada semana, espalhando ao longo de alguns meses. Caso planejar um trade de prazo mais curto, é recomendável colocar ofertas de compra formando uma “escadinha”, dividindo em quatro ou cinco etapas.

Erro 2: Mensurar o risco de forma incorreta

Ao investir no Ethereum, por exemplo, é normal oscilações de até 15% num único dia. Isto se dá por conta das incertezas que existem em relação ao mercado de criptomoedas, tanto em potencial de crescimento, quanto eventuais falhas e atrasos no desenvolvimento.

O principal indicador utilizado por traders é a volatilidade, embora seja possível analisar de forma manual pela variação diária da criptomoeda nos últimos meses. Algumas ferramentas como investing.com e cointelegraph.com permitem visualizar de forma bem simples esta informação.

Ou seja, para cada investimento deve-se saber de antemão a faixa média diária de oscilação nos preços. Por este motivo é fundamental realizar as compras de forma parcelada, beneficiando-se de eventuais quedas ao invés de se assustar com movimentos normais de mercado.

Como evitar este erro:

Aprenda a diversificar sua carteira, aplicando parte em renda fixa, buscando um risco e retorno menor, enquanto o restante fica livre para aplicações com maior potencial de ganho, por exemplo, as criptomoedas.

Erro 3: Seguir fielmente recomendações dos outros

É tentador pensar que algum trader ou analista mais experiente irá passar pontos de compra e venda garantindo algum retorno no médio prazo. Pense bem: se esta pessoa tivesse mesmo este poder, por que venderia a informação para os outros?

Nenhum grupo de sinais, ferramentas de análise técnica, ou curso de trade pode prover um método que garanta retornos indefinidos. É possível que durante algum tempo apresente resultados positivos, pois o próprio mercado estava em uma determinada tendência, no entanto, isso varia muito.

No longo prazo, um investidor jogando uma moeda para decidir se compra ou vende provavelmente obterá o mesmo retorno destas ferramentas e grupos. Outra estratégia muito utilizada para enganar é exibir apenas os ativos que deram bons retornos, ou períodos no qual o sistema funcionou.

Como evitar este erro:

Cursos e dicas de traders e analistas mais experientes são válidos para você desenvolver e adaptar sua própria metodologia. Mesmo assim, será necessário fazer constantes ajustes e aprendizados de forma a lidar com novas dinâmicas de mercado. Não confie cegamente nos outros!

Erro 4: Variar muito rápido entre medo e afobação

Pode parecer besteira, mas o psicológico é o que mais faz traders experientes perderem dinheiro. Alguns pecam pelo excesso de confiança, pulando etapas ou ultrapassando o risco desejado. Outros, em momentos de insegurança, acabam desmontando a posição antes de atingir o limite de perda (stop loss) planejado, ou deixando de comprar mais durante a tendência de alta.

Neste mercado existem inclusive expressões específicas para estas emoções.

Medo de ficar de fora (FOMO, do inglês fear of missing out):

quando o trader não estava posicionado em algum ativo que está subindo muito; por algum motivo imagina que é necessário comprar urgentemente, para não perder a alta.

Medo, incerteza e dúvida (FUD, do inglês fear, uncertainty and doubt):

as conhecidas fake news, ou notícias que podem ter algum fundo de verdade, porém sem comprovação; usualmente acontece quando há uma queda inesperada no criptoativo, e o próprio investidor questiona se fez a decisão correta.

O trader experiente sabe a importância do planejamento frio e calculista, porém é capaz de reconhecer quando a situação foi alterada, ou que a própria tese de investimento estava errada.

Como evitar este erro:

Evite seguir todas as dicas que surgem nas redes sociais. É normal haver um grupo mais otimista, enquanto outros prevêem o pior.

Concentre-se em desenvolver uma metodologia que funcione para você, treinando e aprimorando a cada mês.

Erro 5: Esperar alguma forma de renda mensal

Se você precisa de determinada renda mensal, provavelmente ativos de maior risco devem compor uma pequena parcela em sua carteira de investimentos. Não é possível extrair nenhuma renda garantida no trade de criptomoedas, ações de empresas, além das commodities ouro e petróleo.

Por este motivo é tão importante descobrir o seu perfil de investidor, que é determinado não só pelo apetite de risco, mas também pela capacidade de realizar novos aportes, ou necessidade de retiradas regulares.

Não acredite em nenhuma fórmula mágica ou “fundo de investimento” em criptomoedas que garanta um retorno fixo mensal. Tome cuidado com golpes!

Conclusão

A maioria dos erros são decorrentes da falta de planejamento. Não conhecer as características da criptomoeda, entrar sem uma estratégia definida, ou até mesmo as expectativas irreais de ganhos. É importante entender que o progresso ocorre através de pequenos erros e acertos, um aprendizado constante que se encaixe em seu perfil de investidor.

Quer minimizar seus erros? Invista na maior e mais segura plataforma de criptomoedas e ativos digitais da América Latina, o Mercado Bitcoin.

Já conhece nossa plataforma de negociação de tokens de consórcio imobiliário e precatórios? A MB Digital assets possibilita o pequeno e médio investidor montar um portfólio diversificado, contando com opções de investimentos de alto retorno e baixo perfil de risco. Dê um passo além do Bitcoin e conheça mais esta novidade.

Post anteriorPróximo post