Destaques

Conheça o Token dos atletas formados na base do Vasco da Gama

04/12/2020

8 minutos de leitura

Conheça o Token dos atletas formados na base do Vasco da Gama

Se você é fã de futebol, certamente vai adorar esta novidade que estamos lançando. Calma, não se trata de um token somente para apoiar o Vasco da Gama sem nenhuma expectativa de contrapartida. Ao contrário, o token representa um direito de crédito sobre transações futuras de um grupo de jogadores formados em suas categorias de base e que hoje não atuam mais em São Januário.

Na realidade, o ativo real representado de forma criptográfica pelo token são direitos de créditos sobre o mecanismo de solidariedade. Para quem não está familiarizado com o futebol fora dos campos, este incentivo busca remunerar os clubes que contribuíram para a formação dos atletas entre os 12 e 23 anos, ou seja, atletas que passaram pelos clubes durante esse período de suas carreiras.

Você pode aproveitar esta oportunidade mesmo que torça para o Flamengo, Corinthians, São Paulo, Cruzeiro, Grêmio, ou qualquer outro time. Os doze atletas cujos direitos estão representados neste token atuam em diferentes equipes da Europa, Ásia e na América do Sul como o próprio Brasil.

Ficou com dúvida? Acompanhe conosco os principais pontos deste lançamento trazido pelo MB Digital Assets (MBDA), a empresa criada dentro do Mercado Bitcoin que origina e desenvolve ativos digitais através da tokenização de ativos reais.

O que é um token (criptoativo)?

Tokens, são bens digitais registrados em bancos de dados públicos e distribuídos utilizando a criptografia. Isto difere os tokens dos demais ativos digitais, por exemplo, milhas aéreas de programas de fidelidade.

Deste modo, não há como verificar o número de milhas aéreas ativas em determinado programa. Em contrapartida, um token (criptoativo) é transparente, e armazenado de forma pública.

Tudo isto é possível através do uso de blockchains, as redes de computadores que não dependem da coordenação de uma entidade central. Em suma, o token pode ser utilizado para representar um ativo real, por exemplo, um título de consórcio, ou uma determinada quantia de ouro.

Veja aqui o que é um token, e como se diferencia de criptomoeda. De forma resumida, o Bitcoin e as demais criptomoedas são criptoativos especiais, já que possuem suas próprias redes blockchain.

Como funciona o token do Vasco ou Vasco Token?

Quem comprar o token terá direito a receber uma parte de eventuais transferências de determinados jogadores formados pelo Clube mas que hoje não atuam mais no Vasco. Em outras palavras, pelo mecanismo de solidariedade, os clubes que compram jogadores são obrigados a pagar aos clubes formadores, um valor de até 5% sob o valor total da compra, independente do clube formador não ter mais envolvimento com o jogador. Para esse token, foi selecionado um grupo de 12 jogadores, com passagem pelo Vasco da Gama durante o período de formação.

Jogadores tokenizados do Vasco Token

Quando houver alguma transação envolvendo algum desses atletas, o valor pago referente ao mecanismo de solidariedade será dividido entre os detentores do token. O percentual sobre o valor das transações varia conforme o atleta, pois depende do quanto o Clube contribuiu para a formação do jogador, ou seja, quanto tempo o jogador passou pelo Clube até completar a idade de 23 anos. No conjunto de jogadores que formam o token, o percentual dos direitos do Vasco varia entre 1,76%, caso de Nathan, e 4,59%, para Luan.

O volume tokenizado é de R$ 50 milhões, e foram gerados 500.000 tokens. Deste modo, o valor unitário em seu lançamento será fixado em R$ 100.

Qual a perspectiva de retorno?

Depende do número de transações realizadas ao longo da carreira de cada um desses jogadores. Para a precificação do grupo de jogadores selecionados, foram utilizados modelos estatísticos que levaram em consideração idade, posição, país de atuação e um histórico de transações de atletas com características similares. O valor estimado foi de R$ 60 milhões. Ou seja, como o valor total que está sendo tokenizado é de R$ 50 milhões, temos uma oportunidade estimada de retorno da ordem de 20%.

Além disso, toda a precificação deste tipo de ativo é feita em euros, moeda mais comum em transações de jogadores de futebol de primeira linha. É de se esperar que o valor do token também seja influenciado pelo preço da moeda europeia: quanto maior a cotação do euro, maior o valor da transação em reais, e maior o valor do crédito sobre o mecanismo de solidariedade.

Precificar um jogador de futebol não é tarefa fácil: enquanto jogadores já consagrados, próximos ao auge de sua carreira, têm um alto valor de mercado já conhecido, jovens em ascensão possuem valor futuro mais incerto. Qual o tamanho do sucesso futuro de Paulinho, 20 anos, atacante do Bayer Leverkusen? Até onde pode chegar Nathan, lateral-direito de 19 anos recém transferido para o Boavista, de Portugal? Em nosso modelo, os cálculos foram bastante conservadores com relação ao potencial dos atletas mais jovens, deixando bastante espaço para surpresas no futuro.

Qual o benefício para o Vasco da Gama?

Primeiramente, o Mercado Bitcoin adquiriu 20% dos tokens pelo valor de R$ 10 milhões, pagos diretamente ao Clube carioca. Ou seja, o Clube recebeu, antes mesmo das vendas serem abertas ao público, os valores relativos a parte da cessão dos direitos de créditos do mecanismo de solidariedade de 12 atletas formados pelo Clube. Além disso, o Vasco continuará detendo 75% dos tokens em circulação. Deste modo, poderá vendê-los mais adiante, se assim desejar.

Cabe lembrar que, para alinhar os interesses de ambas as partes, o Vasco da Gama precisa manter uma participação mínima de 25% do total dos tokens fora de circulação, o chamado lock up. Enquanto isso, o MB Digital Assets, que recebeu no total 5% dos tokens gerados, pelos serviços prestados, só poderá vender metade desta quantidade.

Quais os riscos envolvidos nesse ativo?

Os principais riscos estão relacionados às carreiras dos atletas. O pagamento dos direitos sobre o mecanismo de solidariedade depende de uma transação se concretizar. Para que isso aconteça, é preciso que o jogador desperte a atenção de um novo Clube. Em tese isso ocorre quando o jogador tem atuações de destaque, marca gols, contribui para sua equipe, é convocado para a seleção… enfim, são diversos fatores que podem fazer com que uma transação aconteça.

Por outro lado, atuações ruins, ou até mesmo contusões podem fazer com que uma transferência seja menos provável, ou ainda aconteça por valores menores.

Outro fator importante é quanto ao tempo: jogadores de futebol tipicamente evoluem até um pico, que normalmente acontece entre 25 e 30, e depois entram em declínio. Isso faz com que contratos, a partir de certa idade, tenham prazo mais curto. Desse modo, eventuais transações passam a ser menores, e até mesmo mais raras.

Não podemos nos esquecer do risco cambial, a flutuação do euro. A cotação será convertida em reais na data de fechamento do contrato de câmbio de cada pagamento. O euro pode variar tanto para cima quanto para baixo.

Outro ponto importante é o repasse dos valores das transferências. O clube formador pode eventualmente não cumprir com a obrigação de repassar os valores recebidos dos clubes compradores, o que prejudicaria o pagamento da transação do jogador aos detentores de tokens. No entanto, caso isso aconteça, o clube devedor estará sujeito a severas punições da FIFA como a proibição de registro de novos jogadores por até três janelas inteiras e consecutivas.

Além disso, o fluxo de entrada de capital depende da continuidade do Mecanismo de Solidariedade, estabelecido há quase 20 anos, mas que pode sofrer mudanças. No entanto, a última dessas mudanças foi positiva, já que desde julho de 2020 as transações nacionais também passaram a ser incluídas no mecanismo.

Outra mudança possível é quanto ao percentual, que hoje chega a no máximo 5%, mas que pode ser alterado para menor por determinação dos órgãos competentes. No entanto, acredita-se que o risco seja baixo em função da essência pela qual o Mecanismo de Solidariedade foi criado e sua importância para fomentar a formação de jogadores por parte dos clubes em suas categorias de base.

Esta oferta está registrada na CVM?

No início de outubro de 2020, o Mercado Bitcoin e o Vasco da Gama receberam um ofício da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) eximindo o registro da oferta. De fato, a autarquia não viu características no ativo que atraíssem a competência da CVM para a oferta.

Como será a negociação?

No lançamento, será disponibilizado apenas a função de compra para o usuário. O Mercado Bitcoin estará disponibilizando 20% do total por R$ 100 de valor unitário. Deste modo, pretende cobrir exatamente o montante que foi pago ao Vasco da Gama.

Há, entretanto, planos para disponibilizar o token também no mercado secundário, como acontece com os tokens de precatórios e de consórcios lançados previamente pelo Mercado Bitcoin e disponíveis na nossa plataforma. Desta forma, a partir da liberação do mercado secundário, o preço do token flutuará livremente, conforme a oferta e a demanda pelo ativo.

A importância da diversificação

Recomendamos a todos manter uma carteira de investimento diversificada, possibilitando atingir elevados patamares de retorno, mas ao mesmo tempo reduzindo o risco. Esta estratégia busca aumentar a capacidade de resiliência a choques e reduzir perdas por conta de fatores inesperados.

Os tokens lastreados em ativos reais surgem como uma alternativa interessante no universo de criptoativos, mas neste caso devem ser considerados dentro de uma fatia considerada de maior risco, uma vez que não é possível prever o número de transferências destes jogadores em suas carreiras. Este outro artigo explica de forma detalhada como elaborar uma carteira de investimentos diversificada.

E você? Já abriu sua conta no Mercado Bitcoin, maior plataforma de criptomoedas e ativos alternativos do Brasil, além de ser a primeira a listar tokens de investimentos alternativos lastreados em ativos reais como Precatórios e Consórcios? Clique aqui e junte-se a nós!

Fique ligado

Ainda não tem conta?

Participe agora da nova economia digital!

Criar conta

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.