Educação

Glossário de criptomoedas: principais termos desse universo!

Criado em 24/06/2021 - Atualizado em 24/06/2021

10 minutos 40 segundos de leitura

Glossário de criptomoedas: principais termos desse universo!

Começar a investir em criptomoedas pode parecer assustador. São tantos termos novos e diferentes que é normal se sentir acuado, e acabar desistindo por falta de conhecimento.

Existem ótimas fontes de conteúdo no Instagram (@usecripto, @nandaguardian), YouTube (Mercado Bitcoin, Bitcoinheiros), livros (O Padrão Bitcoin, Bitcoin Red Pill, Bitcoin: A moeda na era digital), além de artigos (Bitcoin Explica, Cointelegraph).

Para lhe ajudar a se ambientar com todos os termos novos do universo das criptomoedas, o Mercado Bitcoin preparou um glossário com os principais. Além disso, no vídeo abaixo explicamos alguns desses termos em mais detalhes:

Altcoin - Criptomoedas além do Bitcoin. Altcoin significa “alternative coin”, ou moeda alternativa. Possuem blockchains e protocolos independentes do Bitcoin. A maioria surgiu a partir de bifurcações (forks) do código do Bitcoin, porém com parâmetros modificados.

ATH - “All Time High”, o maior valor histórico alcançado por um ativo. Quando alguém diz que a ATH do Bitcoin foi de R$ 355 mil, este é o valor mais alto que o Bitcoin já atingiu.

ASICs - Computadores especializados em cálculos complexos, voltados para a mineração de criptomoedas. Em linhas gerais, cada algoritmo de criptografia exige um maquinário diferenciado.

Baleia - Termo utilizado para definir os grandes investidores. Podem ser pessoas físicas, fundos de investimento, ou até mesmo bancos. São investidores com grande quantidade de criptomoedas. Veja mais detalhes sobre as baleias e como elas influenciam o preço do Bitcoin.

Bear (bearish) - “ bear market” é utilizado para definir mercados de queda. Quando um investidor está com um sentimento negativo, acredita que a tendência “bearish”, ou seja, negativa.

Blockchain - A “corrente de blocos” é a o banco de dados distribuído que permite que uma transação seja transmitida sem depender de um agente centralizado. O blockchain é o registro histórico de todos blocos minerados em uma determinada criptomoeda.

Bitcoin (BTC) - Bitcoin é a rede descentralizada, onde ficam armazenados os blocos. Além disso, o Bitcoin (BTC) é a moeda nativa, o ativo digital que é transacionado nesta rede. Por convenção, no momento a moeda Bitcoin pode ser fracionável em 100 milhões de unidades, conhecidas como Satoshis.

Bitcoin Cash (BCH) - Criptomoeda resultante da divisão, fork (termo contido no glossário) mais conhecido do Bitcoin (BTC). Foi criado buscando facilitar a realização de pagamentos através de uma maior capacidade de transações. Acompanhe aqui a diferença entre o Bitcoin e o Bitcoin Cash.

Bull (bullish) - “ bull market ” é utilizado para definir mercados em alta (altistas). Portanto, quando um investidor está com um sentimento positivo, diz que a tendência é “ bullish”.

Carteira - Mecanismo para armazenar a seed, chave-mestra que consegue gerar diversos endereços para envio e recebimento de criptomoedas. Conhecida como wallet, pode existir no formato físico, ou 100% digital, através de programas e apps.

CBDC - Dinheiro fiduciário, porém no formato digital, emitido por governos e Bancos Centrais. Não há necessariamente o uso de um blockchain, pois o emissor e controlador possui total liberdade para mudar regras de emissão, congelar e reverter transações, e até mesmo banir determinados endereços.

Chave Privada - Uma das chaves (senhas) de um par criptográfico, que jamais não deve ser compartilhada. Enquanto a chave privada é equivalente a senha de banco, a chave pública pode ser divulgada para que os demais realizem depósitos. A carteira (wallet) faz o trabalho de armazenar estas chaves de forma segura.

Chave pública - Gerada a partir da chave privada, é responsável pelos endereço no blockchain da carteira (wallet). Uma única chave privada pode gerar diversas chaves públicas. No entanto, sem a chave privada correspondente, ninguém é capaz de realizar saques, garantido pela criptografia assimétrica.

Cold Wallet - Carteira (wallet) que não está conectada a internet, porém capaz de custodiar (guardar) as chaves das respectivas moedas no blockchain. Pode ser um pen-drive, um dispositivo digital físico (Ledger, Coldcard, Trezor), ou até mesmo uma folha de papel com a seed (chave-mestra) anotado.

Coinjoin - Protocolo descentralizado que mistura as moedas de diferentes usuários, permitindo melhorar a privacidade. Também conhecido como mixer, tenta ofuscar a origem da moeda e identidade de seu dono através das ferramentas de análises de histórico do blockchain.

Criptografia - Técnica baseada em matemática para proteger dados e impedir que pessoas não-autorizadas tenham acesso à informações privadas. O algoritmo SHA-256 é o padrão da indústria, utilizado por governos, bancos e sistemas de armazenamento na nuvem.

Criptoativo - Ao contrário das criptomoedas, não possuem blockchain próprio. São conhecidos como ativos digitais, porém protegidos pela criptografia e segurança de alguma criptomoeda existente. Pode ser utilizada para a representação digital de um ativo real, por exemplo, um Título Precatório, ou até mesmo um imóvel.

Criptomoeda - Categoria especial de ativo digital criptografado, em sua maioria baseado na tecnologia blockchain. Tem como uma de suas funções ser um bem, que pode ser transacionado e transferido, inclusive atuando como reserva de valor.

Custódia - ação de guardar, assegurando que um ativo está protegido. A custódia pode ser feita tanto por empresas quanto por pessoas. No caso de criptoativos, o detentor das chaves-privadas é o considerando o custodiante dos saldos em cada endereço.

DeFi - ecossistema de smart contracts, os contratos programáveis (definição em outro item) por trás dos aplicativos descentralizados de finanças. Ou seja, DeFi significa “Decentralized Finance”, ou finanças descentralizadas. Veja aqui mais detalhes sobre o DeFi e os principais tokens relacionados.

Ethereum - Altcoin, moeda alternativa ao Bitcoin, mais conhecida. O Ethereum é uma rede de código aberto que utiliza a tecnologia blockchain, porém oferece camadas adicionais que permitem a execução de contratos programáveis, além da criação dos criptoativos, que dependem do registro público da Ethereum para sobreviver.

Exchange - Nome utilizado para determinar corretoras que realizam transação de criptomoedas.

Fees - Taxa cobrada quando uma transação é registrada em uma blockchain pelos mineradores. Também pode ser utilizado no caso das taxas de corretagem.

Fomo - Acrônimo de “ Fear Of Missing Out ”, ou medo de ficar de fora. O termo utilizado para descrever o sentimento de ganância de um investimento que está em viés de alta.

Fork - Bifurcação em que um blockchain gerado a partir do registro histórico original. Deste modo, passam a existir duas blockchains simultâneas e independentes. Um exemplo de fork é o Ethereum (ETH) e o Ether Classic (ETC).

Fiat - Moeda fiduciária, um título não-conversível, ou seja, que não é lastreado ou garantido por nada. Emitido por governos e Bancos Centrais, seu valor é baseado na confiança que as pessoas têm no emissor do título. Inclui depósitos bancários, CDB, títulos de crédito, e dinheiro de papel.

FUD - Acrônimo de “ Fear, Uncertainty and Doubt ”, ou Medo, Incerteza e Dúvida. Termo usado para definir o estado de espírito causado por notícias negativas, sejam elas verdadeiras ou baseadas em rumores.

Gasto Duplo - Quando alguém recebe um envio de criptomoedas em sua carteira, porém o bloco acaba sendo descartado. Por esse motivo, as exchanges costumam exigir 3 ou mais confirmações dos mineradores antes de liberar o crédito.

Hot Wallet - Carteira que está conectada a internet. Permite um envio mais rápido, por não precisar de dispositivos adicionais. São consideradas menos seguras que as cold wallets (outro termo do glossário), pela facilidade invasão e hacks.

Halving - Evento que reduz pela metade a recompensa dos mineradores pelos blocos minerados. No Bitcoin, o halving ocorre a cada 210.000 blocos, a cada 4 anos aproximadamente. A remuneração atual é de 6,25 BTC por cada bloco encontrado.

Hard Fork - Alteração no protocolo que torna ele incompatível com as versões anteriores. Os nodes (nós) não-atualizados passam a recusar as transações posteriores a este fork. Um exemplo de hard fork do Bitcoin é o Bitcoin Cash (BCH).

Hash - Código de saída, único e alfanumérico, obtido na aplicação de um algoritmo. Esta função hash pega uma sequência de entrada (um texto grande ou arquivo digital) e cria um código de validação, que permite saber se a mesma foi alterada.

Hash Rate - Taxa de processamento da rede, ou seja, a capacidade dos mineradores para encontrar a solução da equação (hash) em determinado intervalo de tempo, usualmente medido em segundos.

HODL (ou HOLD) - Utilizado no mundo das criptomoedas para o “buy and hold”, uma estratégia de compra e manter, típica de investidores de longo prazo. “HODL” surgiu de um erro de digitação da palavra “HOLD”, “segurar”, por usuário do fórum Bitcointalk em 2013. Mercado Bitcoin preparou um texto que explica em mais detalhes a estratégia HODL.

KYC - acrônimo de “ Know Your Customer ”, ou em português “conheça o seu cliente”. Exchanges KYC exigem que o usuário apresente documentação, validando a sua identidade, dificultando fraudes e lavagem de dinheiro.

Ledger - Uma das principais fabricantes de cold wallets, junto com Coldcard e Trezor.

Lightning Network - Sistema descentralizado de micro pagamentos em Bitcoin que roda em uma camada secundária do blockchain. Existe um certo “trabalho” para converter BTC em Lightning-BTC, e vice-versa, mas uma vez dentro da rede as transações são instantâneas e quase sem taxas.

Mecanismo de Consenso - Também conhecido como algoritmo de consenso, é um procedimento onde todos os participantes do blockchain chegam a um acordo sobre o livro contábil distribuído.

Mempool - Abreviação de “Memory Pool”, o conjunto de transações que ainda não foram confirmadas em um blockchain. Toda transação é direcionada para o mempool, e aguarda que os mineradores as agreguem na construção dos blocos. Transações com taxa mais alta usualmente são confirmadas primeiro.

Mineração - Processo de adicionar registros de transações no livro razão público do Bitcoin (o blockchain). Utiliza problemas matemáticos ultra-complexos no qual os computadores atuais só conseguem a resposta através da tentativa e erro, portanto um processo demorado e complexo. Veja aqui para que serve e como funciona a mineração de criptomoedas.

NFT - acrônimo de “Not Fungible Tokens”, ou “tokens não fungíveis”. Solução criada para permitir representar objetos com qualidades únicas em um blockchain, por exemplo, o registro de um imóvel ou obra de arte digital.

Full Nodes (nós completos) - computadores e dispositivos capazes de verificar todo o histórico de negociação de um blockchain.

Proof of Work (PoW) - A “prova de trabalho” é o sistema de validação de transações baseado na resolução de operações matemáticas complexas, a mineração de criptomoedas.

Proof of Stake (PoS) - A “prova de participação” é o sistema de validação de transações baseado em grupos de validadores, ou seja, entidades que através de seus nodes (nós) chegam a um acordo sobre cada novo bloco. Usualmente ganham uma premiação (stake), porém precisam depositar uma garantia na criptomoeda nativa para estimular a atuação honesta.

Pump and Dump - A técnica de “inflar e descartar” é uma fraude que consiste em inflar artificialmente o preço de um ativo através de declarações e operações falsas, com o objetivo de vender ativos comprados a baixo custo por um preço mais alto.

REKT - Gíria americana utilizada para dizer que alguém foi totalmente destruído. Ela tem origem no mundo dos videogames de tiro em primeira pessoa.

Satoshi Nakamoto - Pseudônimo da pessoa (ou grupo) que criou o Bitcoin. Atuou no código inicial e sua manutenção por 2 anos, porém depois desapareceu, permitindo que a rede se mantivesse descentralizada.

Satoshis - São os “centavos” do bitcoin. Cada bitcoin é formado por 100 milhões de satoshis (ou sats), segundo a convenção padrão.

Shitcoin - “Moeda de merda”, é o termo utilizado para descrever altcoins, as moedas alternativas, de forma pejorativa. Na visão destes investidores, as altcoins não são verdadeiramente descentralizadas, além de não existir “full nodes” suficientes para assegurar o registro histórico e mecanismo de consenso.

Smart Contracts - Os contratos digitais programáveis são registrados no blockchain e executados de forma automática, seguindo as regras estabelecidas. É a base dos aplicativos descentralizados, que incluem as exchanges, stablecoins algorítmicas, e finanças descentralizadas (DeFi).

Soft Fork - Mudança protocolo de uma criptomoeda que mantém compatível versões anteriores. A rede continua funcionando mesmo para quem não atualizou seus nodes (nós).

Taproot - Atualização do Bitcoin que será implementada em novembro. Possibilita que o Bitcoin trabalhe com alguns scripts (códigos programáveis), e tenha mais privacidade nas transações mais complexas.

Stablecoin - Criptomoeda criada para ter valor estável, usualmente em dólar. Existem modelos que trabalham com um lastro real, ou seja, valores depositados em banco e equivalente, enquanto outros atuam através de balanceamento através de smart contracts (vide termo).

Token - Representação digital do valor de um ativo (físico ou digital), usualmente utilizando criptoativos. São um direito digital de um produto ou serviço que possuem função específica no ecossistema de um projeto. Veja em mais detalhes este artigo sobre os utility tokens e suas funções.

Transações P2P - Transações entre duas pessoas, sem a intermediação de uma exchange. Não há verificação na origem dos recursos, nem tampouco segurança de que as partes envolvidas recebam o combinado.

Trezor - Uma das principais fabricantes de cold wallets, ao lado da Coldcard e Ledger.

Whitepaper - Documento técnico que descreve as propriedades de um projeto, comum na indústria de criptomoedas.

E aí? Aprendeu os termos mais importantes sobre criptomoeda? Acompanhe o Mercado Bitcoin no Instagram e Facebook para continuar seu aprendizado!

Fique ligado

Ainda não tem conta?

Participe agora da nova economia digital!

Criar conta

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.