Halving: entenda o que é e como ele pode afetar o valor do Bitcoin

Pode parecer simples: halving é a redução pela metade na emissão de novos Bitcoins, ou seja, algo equivalente à redução da inflação. Este evento é bem raro, pois ocorre a cada 4 anos, sendo o próximo por volta de 12 de maio de 2020. Você pode acompanhar este contador em: bitcoinblockhalf.com

Embora seja muito legal na teoria, qual é seu efeito prático? O que muda no dia-a-dia do usuário e por que isto é tão importante para a criptomoeda? Estas são as principais perguntas que desejamos responder neste artigo.

Mas calma, antes de tentar entender os efeitos do halving, vamos iniciar um passo antes. Afinal, de onde surgem estes Bitcoins?

Importância da mineração

Não importa seu nível de conhecimento, pois neste vídeo de 3 minutinhos explicamos de maneira simples alguns conceitos super importantes sobre blockchain e mineração.

Nosso especialista Lucas Pinsdorf explica a mineração de Bitcoin

A mineração é um dos principais pilares do Bitcoin, pois este poder computacional, além de garantir que as transações analisadas são válidas, permite também que todos os nós (nodes) verifiquem que estão seguindo a cadeia de blocos mais atual.

Mesmo que não ocorra transação alguma, o que é bem raro de ocorrer, o processo de mineração funciona como um “relógio” para a rede, emitindo novas moedas de acordo com o calendário proposto por Satoshi Nakamoto, seja lá quem for este(s) gênio(s).

O processo criptográfico por trás da mineração, o algoritmo SHA-256, é tão complexo que a única forma que os mineradores têm para resolver esta equação é através da tentativa e erro. Por este motivo a operação é demorada e exige tanta energia.

O ajuste de dificuldade embutido no software do bitcoin garante que, na média, cada bloco será entrado a cada 10 minutos. Essa fórmula assegura que independente do investimento em novas mineradoras, o número de novos Bitcoins emitidos no ano segue o calendário original.

Importante:

o termo blockchain não aparece no whitepaper do Bitcoin. Há uma única menção para “chain of blocks”, ou cadeia de blocos. Em suas comunicações, Satoshi regularmente utilizava a expressão timechain, uma sequência de dados ordenados pelo espaço de tempo entre cada bloco minerado.

Importância do halving

O halving é a principal política monetária do Bitcoin, pois ao reduzir a recompensa dada aos mineradores por cada bloco encontrado, efetivamente estamos produzindo menos BTCs por mês, reduzindo sua inflação equivalente.

Pense no bloco gênesis, o primeiro minerado em 3 de janeiro de 2009. Não existiam moedas em circulação, e ainda assim sua recompensa foi de 50 BTCs. Quando o bloco de número 420 mil foi minerado em 2012, já existiam incríveis 15,7 milhões minerados.

Ou seja, por mais que a redução do halving seja linear, reduzindo pela metade a cada quatro anos, a queda na inflação é exponencial. A partir do ano 2140, não haverá mais um único satoshi restando para ser minerado. Lembre-se que 1 satoshi equivale a 0.00000001 Bitcoin, que hoje vale R$ 0.00037.

Halvings de 2012 e 2016

Alguns dizem que este fenômeno irá se repetir em 2020, enquanto outros alegam que o mercado ficou mais maduro, e portanto não haverá um efeito tão grande.

O fato é que em ambas ocasiões, em seguida ao primeiro halving em novembro de 2012, e após o segundo em julho de 2016, houve uma forte alta no preço.

Impacto dos últimos halvings - fonte: Weiss Crypto Ratings

Note que a alta não é instantânea, pelo contrário. O processo de valorização, ou “bull run”, ocorreu nos doze meses seguintes ao halving. Embora seja impossível apontar um único fator responsável por este movimento, podemos levantar:

  • Receio de queda no hashrate, o poder de mineração, após o corte na recompensa dos mineradores causado pelo halving;
  • Venda forte e duradoura por investidores e dos próprios mineradores, após um longo período de acumulação;
  • Falta de apetite de novos entrantes, uma vez que após o halving, historicamente a cotação fica muito abaixo do topo histórico.

Impacto para os mineradores

Conforme mencionamos, quem mais perde nessa jogada, ao menos inicialmente, são os mineradores. Seu custo de energia não irá cair pela metade, nem tampouco os juros cobrados pelo empréstimo realizado para adquirir o equipamento e alugar o espaço. No entanto, mais de 90% da receita dos mineradores é oriunda desse subsídio de novos Bitcoins a cada bloco minerado.

Embora cada usuário pague uma taxa para incluir sua transação nos blocos, e portanto obter as confirmações necessárias, historicamente este valor não é representativo na receita dos mineradores. Nas próximas décadas, à medida que o prêmio por cada bloco minerado diminua, é esperado que as tais taxas de cada transação ganhem relevância.

Por este motivo, há sempre um temor de um grande número de mineradores desligar as máquinas após o halving, evitando assim um prejuízo causado pelo alto consumo de energia. Este impacto na rede bitcoin será equacionado através da redução na dificuldade de mineração, que ocorre a cada 2016 blocos, ou aproximadamente 14 dias.

Impacto para os holders e previsão 2020

A única mudança para os holders é a escassez. Dado que o número de novos Bitcoins gerados mensalmente cai pela metade, se a demanda mantiver-se mais ou menos constante, há uma pressão de alta no preço.

O problema é que não há uma demanda constante de Bitcoins. Há algumas poucas empresas que pagam salários, ou parte deles, em criptomoedas. Percebe-se também uma maior aceitação pelos prestadores de serviço, freelancers, que trabalham de forma remota. No entanto, tais valores ainda não são significativos dentro do universo de transações.

Em nosso relatório perspectivas 2020 analisamos o impacto do halving, o lançamento das moedas digitais por parte dos Bancos Centrais, a entrada do fluxo institucional nas criptomoedas, além da instabilidade geopolítica global. Não perca!

E aí, ficou animado com o halving? Acesse nossas redes sociais para compartilhar sua opinião e tirar dúvidas. Visite nosso Instagram, Facebook e cadastre-se em nosso Blog pra receber o conteúdo mais completo e relevante da criptoeconomia.

Post anteriorPróximo post