Hard Fork do Bitcoin Cash: O que faremos

Já havíamos comunicado algumas medidas que serão adotadas nesse post em nosso blog. Após acompanhamento da rede do Bitcoin Cash e posicionamento de mineradores e usuários que rodam nós (nodes), entendemos que existe uma chance considerável de ocorrer o evento de divisão na rede (chain split). Isso acontece quando não existe um consenso sobre uma atualização das regras do protocolo e a rede se divide, passando a coexistir duas redes diferentes e uma nova criptomoeda é gerada. Esse novo projeto seria o Bitcoin SV.

Aceitando a probabilidade de uma nova criptomoeda surgir por meio do hard fork, entendendo as incertezas inerentes ao contexto e priorizando a segurança e integridade dos fundos de nossos clientes dentro da plataforma em primeiro lugar:

  • continuaremos dando suporte ao hard fork do Bitcoin Cash (BCH) proposto em roadmap e disponível no site bitcoincash.org.

  • pausaremos os envios e recebimentos de Bitcoin Cash (BCH) em nossa plataforma com 3 horas de antecedência ao hard fork, ou seja, a partir das 11h40 do dia 15 de novembro de 2018*.

  • continuaremos as negociações (trade) de Bitcoin Cash (BCH) dentro da plataforma antes e depois do hard fork.

  • caso uma nova criptomoeda seja criada, não daremos suporte a ela. Isso significa que não haverá negociação e o saldo não será disponibilizado na plataforma.

  • o retorno de envios e recebimentos de Bitcoin Cash (BCH) em nossa plataforma será normalizado após confirmação de que é seguro realizar transações na rede. Não há previsão de data e horário para essa normalização.

Esse não é um horário definitivo, já que o Mercado Bitcoin não possui controle sobre as movimentações da rede do Bitcoin Cash durante o período do hard fork.

Acreditamos na construção de um mercado cada vez mais estruturado e maduro sendo transparentes, compartilhando informações relevantes para que nossos clientes possam decidir sobre movimentar ou não seus bitcoin cash.

Ainda que seja criada uma nova criptomoeda, recomendamos cuidados adicionais para ter acesso a ela, realizando o processo de resgate de forma própria. O Bitcoin SV não possui proteção a ataques replay, não sendo recomendada a movimentação de BCH durante as primeiras horas ou dias, até que a rede se prove segura. Outro risco a se atentar é sobre a carteira utilizada para guardar a nova criptomoeda. O hard fork do Bitcoin Gold (BTG), por exemplo, teve uma grave falha de segurança, na qual as carteiras disponíveis no próprio site do projeto ficaram vulneráveis, o que levou à perda de saldo de usuários. Por esse motivo, recomendamos que busque referências de fontes seguras antes de usar determinada carteira.

O Mercado Bitcoin possui profissionais altamente qualificados para lidar com os riscos descritos acima e, tendo a segurança como um dos nossos principais pilares, os desdobramentos do hard fork serão acompanhados continuamente por nós e tomaremos todas as medidas necessárias para manter seguros os saldos de BCH.

As negociações, saques e depósitos das demais criptomoedas negociadas em nossa plataforma (Bitcoin, Litecoin e XRP) continuarão funcionando normalmente.

Informaremos os usuários sobre cada ação tomada em nossos canais, intensificando nosso compromisso com a segurança e transparência.