Mercado de criptomoedas x mercado de ações

Há diferenças, mas há também muitos paralelos entre o mercado tradicional de ações e o novo mercado de criptomoedas. Para negociar cada um desses ativos com mais segurança, você precisa aprender a conviver com a volatilidade dos preços e estar atento às notícias diárias e à evolução tecnológica do mundo, que podem influenciar os movimentos desses dois mercado. Investir em moedas digitais pode, no entanto, oferecer um pouco mais de flexibilidade e um valor inicial menor para começar.

Horário de funcionamento

O horário de funcionamento é uma das principais diferenças entre o mercado de ações e o de criptoativos. As bolsas de valores do mundo inteiro têm horário para funcionar: nos dias úteis, no geral, de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h. Por isso, esse tipo de ativo costuma ter um valor de abertura e outro de fechamento no pregão, o que costuma limitar a participação de quem não consegue acompanhar as movimentações dos papéis ao longo do dia, porque estão focados em outras atividades — trabalho, faculdade, vida social, Netflix, trânsito!

Já o mercado de criptomoedas não tem hora para abrir e nem para fechar. Funciona 24 horas por dia, afinal, estamos falando de uma unidade de valor presente em uma rede global o tempo todo ativa. A vantagem é que isso dá ao investidor maior flexibilidade para negociar em qualquer horário, inclusive de madrugada. Mas isso também quer dizer que o preço das moedas digitais podem subir ou cair enquanto você dorme. Calma! Isso não quer dizer que será preciso abrir mão de horas de sono (tá bom, talvez em alguns casos!). Mas o mais interessante é ter a possibilidade de escolher o melhor horário para negociar, seja às 7h ou depois das 22h.

Investimento mínimo

Outra diferença entre esses dois mercados é o quanto você precisa investir para participar. Para entrar no mercado financeiro tradicional, o investimento mínimo inicial é mais alto, pois, no geral, as ações são negociadas por cotas. A ação de uma empresa pode até custar R$ 18, mas ela é negociada dentro de um lote de 100, o que exige um investimento de, no mínimo, R$ 1.800, por exemplo. Para começar a participar do mercado de criptomoedas como o bitcoin, é possível começar a investir com um valor bem menor. Isso porque você não precisa comprar 1 BTC inteiro. Por ser digital, essa moeda é fracionável em até oito casas decimais. Isso quer dizer que, se você quiser, dá para comprar 0,002 bitcoin com R$ 50.

+Devo investir em bitcoins?

Oscilação de preços

Se fala muito sobre a oscilação de preços de criptomoedas, como o bitcoin, mas o mercado de ações também é bastante volátil. Por isso, a melhor maneira de aprender a conviver com a “bipolaridade” desses ativos é entender como esses dois mercados funcionam e quais fatores os influenciam. Por isso, a nossa dica é: comece com um investimento baixo. Aprenda a ler os gráficos, identificar as tendências para as quais eles apontam.

Paciência é fundamental

Quer começar a investir em ações ou criptomoedas? Comece a exercitar a paciência. Tanto no mercado de ações quanto no de criptomoedas o “timing” é essencial. É preciso esperar pelo momento certo de comprar e principalmente a hora ideal para vender, pois se você abrir mão do seu ativo na primeira queda, você pode perder a oportunidade de realizar um ganho. As tendências de baixa nos preços muitas vezes são revertidas, mesmo que leve um pouco de tempo.

+Confira as principais dicas para investir em bitcoins e outros criptoativos

Ferramentas de análise

A maneira como você lê um gráfico no mercado de ações é a mesma para o mercado de criptomoedas. É possível, inclusive, aplicar as mesmas técnicas de análise. Os investidores podem tanto basear suas escolhas a partir de uma análise técnica pautada na leitura e interpretação de tendências nos gráficos quanto optarem por uma abordagem fundamentalista, que busca mais informações sobre os projetos das moedas digitais.

Tanto no mercado de ações quanto no de criptomoedas, há uma série de possibilidades de investimentos. No mercado financeiro tradicional, você pode comprar ações de varejistas, frigoríficos, petroleiras, bancos e empresas de tecnologia. No mercado cripto, você também encontra diversidade. Além de propostas de valores diferentes, você se depara com moedas digitais com diferentes propósitos e desenvolvimentos: umas querem ser pagamento, outras querem ajudar a desenvolver a internet 4.0. Assim como empresas do mesmo segmento têm estratégias distintas e isso se reflete em seu valor de mercado, o mesmo acontece com as criptomoedas.