O Ethereum chegou no Mercado Bitcoin

Ele chegou! Agora você já pode comprar e vender Ethereum, a moeda que permite a execução de contratos inteligentes e traz soluções revolucionárias para além do sistema monetário.

O Ethereum não poderia existir sem o Bitcoin. Seu criador, o programador Vitalik Buterin, já conhecia o projeto de Satoshi Nakamoto desde 2012, mas acreditava que a tecnologia do Bitcoin poderia ser utilizada para outras soluções além do meio de pagamento. Então ele decidiu criar o projeto do Ethereum, uma plataforma que permite a criação e execução de contratos inteligentes e aplicações descentralizadas, possibilitando uma grande diversidade de casos de uso de forma segura, transparente, veloz e com custos reduzidos para diversos processos.

Ether ou Ethereum?

O Ether (ETH) é uma criptomoeda, enquanto o Ethereum é uma plataforma. No Ethereum, os usuários podem construir o que eles quiserem — contratos, aplicativos e até outras criptomoedas. A plataforma precisa de combustível para funcionar, e esse combustível é o Ether.

Para exemplificar, vamos imaginar algumas situações com João e Caio, personagens fictícios. Se João quer fazer uma transferência para Caio, ele vai usar a plataforma Ethereum para enviar o pagamento. O valor é em Ether — ele que dá valor a transferência e permite que quem confirme a transação seja remunerado. Pense no Ethereum como o sistema do banco enquanto o Ether são os seus reais em saldo na conta.

Como qualquer criptomoeda, ele pode ser comprado e vendido nas exchanges e seu preço varia de acordo com a oferta e demanda.

Um exemplo prático da diferença

João e Caio querem fazer uma aposta: se chover amanhã, João deve pagar a Caio. Para isso, eles escrevem um contrato na plataforma Ethereum. A aposta deve ter um valor. Como ela está na plataforma Ethereum, o contrato não é dado diretamente em reais e sim em Ether (ETH). João deve entregar 10 ETH a Caio se chover.

Ou seja, Ethereum é a plataforma sobre a qual o contrato foi escrito, enquanto o Ether dá o seu valor. Como o Ether é peça essencial em qualquer programação sobre o Ethereum, é chamado de combustível da rede.

O que é um contrato inteligente?

O que João e Caio negociaram acima é o que chamamos de contrato inteligente. Mas por que inteligente? Ele é autoexecutável.

Para saber se choveu ou não, e para que não haja trapaças, os usuários devem concordar com uma fonte externa de informação. Para isso, eles elegem um website de meteorologia. Se esse site disser que choveu, o contrato é executado automaticamente e 10 ETH são transferidos de João para Caio. Não há nada que os dois possam fazer.

Uma vez que você deu as informações, o contrato se executa sozinho. Por isso é chamado de inteligente.

+SAIBA MAIS SOBRE SMART CONTRACTS

Por que fazer um contrato assim em Ethereum?

O contrato acima não pode ser desfeito entre as partes. Ele não pode ser falsificado, alterado e nem cancelado, a não ser que ambas as partes explicitamente concordem com isso antes mesmo de celebrar o contrato. Isso é bom porque permite que nenhum contrato seja secreto. Não existem termos desconhecidos — um Facebook construído em Ethereum nunca poderia capturar as informações dos usuários sem que eles soubessem.

Quais os outros usos do Ethereum?

O Ethereum não é apenas uma plataforma contratual. Com ele podem ser feitos pagamentos e até construir outras plataformas descentralizadas. Empresas inteiras podem ser construídas sobre o Ethereum, com a programação correta. Elas não teriam nenhum diretor ou entidade central e todas as decisões seriam tomadas pela comunidade, que é dona deles.

Por que ele é diferente das outras criptomoedas?

Ser uma plataforma que permite a criação de outras criptomoedas e plataformas é o seu diferencial. O Bitcoin nasceu com o propósito de ser um meio de troca mais descentralizado do que o dinheiro, por exemplo. Não seria possível criar contratos tão complexos sobre seu código. Outras criptomoedas tem o mesmo objetivo do Ethereum, mas ele ainda domina esse espaço.

O que torna o Ether um bom investimento?

Essa confiabilidade e o tamanho dele fazem com que seja a plataforma mais usada no meio. 94 das principais 100 criptomoedas são construídas sobre a plataforma Ethereum. Investir em Ether pode ser como investir na Microsoft antes de ela ser o padrão mundial nos computadores. O Ethereum já valorizou mais de 9000% ano passado e pode continuar assim.

Como armazenar o meu Ether?

São duas formas: na corretora ou em uma carteira digital. Na carteira digital, você tem mais controle pessoal sobre suas criptomoedas. Na corretora, você tem mais agilidade na compra e venda, além de poder contar com segurança extra. Ao usar o Mercado Bitcoin, você tem certeza de que seus Ethers estão seguros na empresa que mais investe no ramo no Brasil.

Gostou de saber mais sobre essa criptomoeda? Aproveite e vem negociar com a gente!