O que é ETF?

Exchange-Traded Funds (ETF) ou Fundos de Índices: eles nasceram com o propósito de facilitar sua vida.

Os Exchange-Traded Funds (ETF) ou Fundos de Índices são formas de investimento elaboradas para refletir a performance de um determinado ativo ou grupo de ativos. Eles nasceram com o propósito de facilitar sua vida, já que são maneiras simples de diversificar seus investimentos sem ter que adquirir vários ativos diferentes.

Por exemplo, se você estiver pensando em se expor ao setor de tecnologia nos Estados Unidos, basta comprar produtos financeiros baseados no índice FANG+, que reflete a performance de ações como Facebook (FB), Apple (AAPL), Netflix (NFLX) e Tesla (TSLA).

Do mesmo jeito, o ETF de Bitcoin tem como objetivo oferecer exposição à variação do Bitcoin, sem a necessidade do investidor ter que comprar o Bitcoin em si, já que o ETF irá refletir os ganhos e perdas do Bitcoin. Entretanto, para um ETF ser lançado no mercado financeiro norte-americano, é necessário o cumprimento de uma série de obrigações exigidas pela regulação, como a rigorosa aprovação pela Securities and Exchange Commission(SEC), que é uma espécie de Comissão de Valores Mobiliários (CVM) dos Estados Unidos, responsável pela fiscalização e desenvolvimento do mercado de capitais.

Caso as propostas de ETF sejam aprovadas, os investidores institucionais do mercado financeiro tradicional podem finalmente se expor à criptomoeda sem ter que migrar para ambientes não tão familiares, já que as ações de ETF geralmente são negociadas nas bolsas de valores tradicionais. Além disso, o investidor não precisa se expor ao risco de perder o acesso aos seus Bitcoins, caso não tome cuidado com suas chaves privadas.

Imagine o seguinte cenário: do dia para a noite, gestoras de ativos com mais de $6 trilhões sob gestão, como é o caso da BlackRock, poderão entrar mais facilmente no mercado de criptomoedas, caso seja coerente com sua política de investimentos.

Para se ter uma ideia da grandeza desse movimento, 6 trilhões de dólares são aproximadamente 3 vezes TODO o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2017… e nem precisamos ir tão longe assim, já que com essa aprovação, milhões de poupadores poderiam investir no ETF apenas ao abrir o site de sua corretora tradicional, como a Fidelity e TD Ameritrade.

A criação do ETF pode ser significativa para a subida do preço do Bitcoin, já que sua aprovação levaria, possivelmente, a uma entrada de investidores institucionais e, também, de investidores comuns acessando o mercado de capitais através de corretoras tradicionais norte-americanas. Esse movimento pode resultar em um aumento da demanda por Bitcoin e, consequentemente, no aumento do preço! A questão é: essa teoria irá se refletir na prática? A SEC finalmente irá considerar que todos os requisitos foram obedecidos pelos ETFs? Apenas os próximos meses irão nos dizer com maior certeza…

Apesar da SEC já ter rejeitado uma série de propostas de ETFs no passado, apenas nos resta ficar com as expectativas lá no alto para esse final de ano e aguardar a aprovação dos primeiros ETFs pela SEC, que poderá ser feita até o dia 29 de dezembro ou apenas em 2019!



https://www.theice.com/fangplus