Criptoativos

O Que é ICO, um Initial Coin Offering?

Criado em 31/03/2022 - Atualizado em 31/03/2022

10 minutos de leitura

O Que é ICO, um Initial Coin Offering?

Se você já se aventurou na bolsa de valores, provavelmente conhece o IPO, a oferta inicial das ações de uma empresa. Por isso, muitos acreditam que sabem o que é ICO nas criptomoedas, a primeira oferta de venda ao mercado, certo

Infelizmente, no universo dos ativos digitais as coisas são mais complexas. Por exemplo, nada impede o emissor de realizar uma pré-venda para indicações, e só então abrir um ICO público.

Outro fato curioso é que alguns ICOs podem durar meses, e, acredite se quiser, muitas dessas ofertas são organizadas por anônimos. Isso mesmo, um grupo sem registro, comprovação de experiência ou até mesmo um prospecto preliminar.

Inacreditável, não? Calma, o Mercado Bitcoin te explica o que é ICO, como funciona, e onde encontrar os melhores.

O que é ICO, e quem recebe o dinheiro?

ICO é a sigla para “Initial Coin Offering”, que, em português, significa oferta inicial de moedas. Em outras palavras, é um processo que coloca à venda ativos digitais pela primeira vez.

processo-de-ico

Para entender melhor o que é ICO, é importante saber suas principais características:

  • Diferente do mercado de ações, não é necessário um agente intermediador, embora as corretoras de criptomoedas possam ter participação neste segmento.
  • Permite a captação de recursos de forma simples e barata para financiar o desenvolvimento do projeto.
  • É um dos tipos de investimento mais arriscados, pois existe muita incerteza sobre o projeto, além da ausência de histórico de negociação.

Acompanhe neste outro artigo o que é criptomoeda, e como se diferencia das moedas emitidas por governos.

Por que participar de um ICO?

Ao participar do ICO, o investidor tem a chance de comprar ativos digitais por um preço mais baixo, em função do estágio inicial do projeto.

Agora que entendeu o que é ICO, veja algumas vantagens para o investidor:

  • Potencial de retorno: normalmente o valor de mercado, ou market capitalization, no ICO é relativamente baixo; isso amplia o potencial de retorno para quem aposta no projeto.
  • Menos burocracia: os meios tradicionais de captação de recursos têm regulamentação mais rígida, algo que não ocorre no ICO; desse modo, o processo é mais simples, rápido e dinâmico.

Ainda assim, antes de participar, lembre-se bem que o ICO é uma especulação financeira. Tenha muito cuidado com promessas de retornos garantidos.

Como saber se um ICO vale a pena?

Mais do que entender o que é ICO, é necessário conhecer o mercado e analisar friamente as propostas. Não existe fórmula mágica para saber se um ICO vale a pena, no entanto, é possível reduzir os riscos de cair em golpes.

Abaixo temos algumas dicas para evitar ofertas problemáticas:

  • Equipe: avalie o time de desenvolvedores e gestores, evitando projetos liderados por anônimos.
  • Venture Capital: Venture Capital são fundos de investimentos focados em capital de risco; em geral, fazem uma análise prévia, o que dá mais conforto ao investidor comum.
  • Planejamento: um bom projeto já nasce com um roteiro (roadmap) estabelecido; esse ponto é fundamental para o investidor avaliar o ICO.
  • Segmento: necessário para analisar se a área de atuação está crescendo; ajuda a determinar quais são os concorrentes, possibilitando a avaliação por comparação.
  • Diferenciais: dificilmente uma criptomoeda ganhará espaço oferecendo as mesmas soluções e benefícios que as existentes.

Como podemos notar, a falta de análise de um projeto antes de investir pode acarretar prejuízo. Confira abaixo dicas valiosas e como evitar os erros mais comuns em criptomoedas.

Quais os tipos de ICO?

Para entender o que é ICO, é preciso saber que existem outras modalidades de ofertas iniciais de criptoativos. Dentre elas, destacam-se:

  • Initial Exchange Offering (IEO): oferta de criptomoedas intermediada por uma corretora de ativos digitais, uma exchange.
  • Initial Farm Offering (IFO): lançamento através das exchanges descentralizadas (DEX), plataformas que funcionam de forma automatizada com a tecnologia dos smart contracts, os contratos programáveis.
  • Airdrop: quando a oferta é gratuita para detentores de outra criptomoeda, uma espécie de “brinde”; em muitos casos não há como o usuário da carteira virtual (wallet) recusar a moeda.

Como saber quais os ICOs e ofertas em andamento?

Não adianta saber o que é ICO, ou como analisar projetos, sem saber onde encontrar as ofertas. Infelizmente, não há um local único ou catálogo oficial dos ICOs. Entretanto, podem servir de fonte de informação:

  • Coincodex: página que reúne informações sobre listagens de moedas digitais, ofertas de ICOs, e histórico de cotações.
  • Coinmarketcap: catálogo de criptomoedas mais acessado no mundo, porém com histórico de promover ICOs e exchanges com reputação negativa.
  • Coinpaprika: guia bem completo das moedas, exchanges e dados de negociação, com uma seção exclusiva para ofertas e ICOs.

Cabe ressaltar que nenhum dos sites ou serviços acima foi testado e recomendado pelo Mercado Bitcoin. Nossa pesquisa se limitou a buscar as páginas com maior número de informações e atualizações mais frequentes.

O que é um ICO mal sucedido?

Alguns dos projetos de criptomoedas mais bem sucedidos começaram através de ICOs. Esse é o caso do Ethereum (ETH), plataforma voltada para os smart contracts, contratos digitais programáveis, que teve seu ICO em 2014.

Atualmente, o ETH é a segunda com maior valor de mercado, portanto criando um retorno astronômico para quem investiu nesta oferta inicial. No entanto, abaixo temos algumas ofertas fracassadas dos últimos anos

Cabe lembrar que nem tudo que é ICO chega a ser listado nas exchanges, as corretoras de ativos digitais.

Hdac (HDAC), dezembro/2017: foi projetado para integrar o banco de dados público das criptomoedas, o blockchain, com a Internet das Coisas (IoT); arrecadou US$ 258 milhões no ICO, porém, até hoje o projeto não decolou, causando grande decepção.

Dragon Coin (DRG), março/2018: buscava ser um sistema de pagamentos voltado para o mercado de cassinos online do sudeste asiático; envolvida em muitas controvérsias, desapareceu por completo alguns meses depois.

Tatatu (TTU), junho/2018: após supostamente levantar US$ 575 milhões e destacar sua parceria com o ator de Hollywood Johnny Depp, o projeto que dizia ser uma versão do Netflix baseada na tecnologia blockchain desapareceu.

Telegram (TON), outubro/2018: Pavel e Nikolai Durov, os irmãos por trás do aplicativo de mensagens Telegram, arrecadaram US$ 1,7 bilhão no ICO deste projeto; no entanto, após dificuldades técnicas e regulatórias, devolveram o valor para os investidores em 2020.

Quais as características dos ICOs de maior sucesso?

Algumas ofertas iniciais de criptomoedas foram extremamente lucrativas. Se você sabe o que é ICO, e seus riscos, não ficará surpreso de encontrar retornos acima de 5.000%.

Dentre as características das ofertas de sucesso:

  • Comunidade engajada, não só pelo grande número, mas pela força.
  • Ações de marketing inteligentes e direcionadas para o público-alvo correto.
  • Entrega contínua de melhorias, parcerias e funcionalidades.
  • Comunicação aberta e contínua com apoiadores.

Apesar dessas dicas, entender o que é ICO e seus riscos é fundamental. Desse modo, deve ficar claro que muitos projetos acabam sendo apenas como uma moda passageira.

Quais as diferenças entre um ICO e um IPO?

Se ainda restam dúvidas sobre ambos, listamos abaixo as principais diferenças para você entender de vez que é ICO.

  • IPO é a oferta pública de ações de empresas, negociada em bolsas de valores tradicionais.
  • Criptomoedas funcionam sem um agente central, portanto o ICO pode ser realizado sem a presença de um intermediador.
  • O IPO trata de valores mobiliários, regulados pelo Banco Central e CVM.
  • No ICO, o investidor recebe criptoativos, quanto no IPO, se obtêm ações de uma empresa.

Veja adiante a tabela comparativa entre ambas ofertas públicas:

O que é IPO de ações?O que é ICO de criptomoedas?
Valores mobiliários, seguem regras da CVM e Banco Central
Não há regras definidas, basta não ocorrer promessa de lucro ou distribuição de dividendos
Representa uma participação acionária em determinada empresaNão confere direito algum ao dono, exceto um registro no banco de dados digital 
Emissor tem liberdade para alterar o número de ações em circulaçãoRegras fixas de emissão definidas pelo emissor no início do smart contract
Custódia das ações fica a cargo de um intermediárioAtivo digital nunca sai do blockchain, e usuário pode fazer o controle das senhas de acesso por conta própria 

Agora que você já aprendeu tudo sobre o que é ICO, que tal fazer parte desse novo ecossistema? Abra sua conta no Mercado Bitcoin, a única corretora na América Latina com 9 anos de funcionamento sem registro de hacks.

Fique ligado

Ainda não tem conta?

Participe agora da nova economia digital!

Criar conta

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.