Educação

Metaverso: O Que é e Como Influencia no Mundo das Critpomoedas?

Criado em 26/11/2021 - Atualizado em 26/11/2021

10 minutos de leitura

Metaverso: O Que é e Como Influencia no Mundo das Critpomoedas?

O metaverso é a ideia de um futuro completamente virtual, onde as pessoas são representadas por bonecos (avatares). Citado em filmes e séries de ficção, essa imersão em um mundo alternativo não é novidade, especialmente para os gamers.

Após o Facebook mudar o nome da empresa para Meta em outubro, justamente para refletir o foco absoluto no metaverso, o segmento ganhou ainda mais evidência.

Nas criptomoedas, não poderia ser diferente, pois além de funcionar perfeitamente como meio de troca e armazenamento de valor no metaverso, a tecnologia do banco de dados distribuído permite o registro de bens virtuais.

Confuso? Calma, vamos explicar no detalhe como funciona esse universo.

O que é metaverso?

O metaverso é um espaço virtual, onde é possível construir cenários e se conectar com pessoas reais a partir do uso de tecnologias de realidade aumentada e inteligência artificial.

Dessa forma, o metaverso:

  • Vai além do Zoom ou Google Meets, pois nestes casos não existe um “mundo virtual” onde é possível construir conteúdo.
  • Permite uma conexão maior entre pessoas através da interação em várias camadas, não ficando restrito uma “sala de conversa”.
  • Oferece espaços virtuais que permitem imersão em diferentes mundos, dando a sensação de estar em outro lugar.
  • Possui propostas de criar uma economia real, que usualmente inclui ativos digitais, podendo ou não envolver Bitcoin e outras criptomoedas.

camadas-do-metaverso

Como se usa o metaverso?

O metaverso pode ser acessado hoje pelas redes sociais, jogos e ambientes virtuais de conferência. Não é necessário um óculos 3D especial ou similar, porém, a experiência de uso imersiva é definitivamente melhor.

Empresas de tecnologia, como o Meta (Facebook) e Microsoft, estão trabalhando para expandir as possibilidades de acesso.

  • É possível explorar um metaverso utilizando realidade aumentada, inclusive em aplicativos de celular.
  • Apesar de não ser um ambiente físico, é possível explorar o metaverso através de avatares, que podem ou não ter forma humana.
  • Um metaverso pode ser um universo virtual criado por um jogador de Minecraft onde outros usuários podem interagir e competir por premiações.

Confira abaixo um exemplo de uso da realidade aumentada para simular móveis e decoração dentro de um espaço.

O que está sendo criado no metaverso?

Em 2020 a Epic Games, desenvolvedora do jogo Fortnite, hospedou shows virtuais dos artistas Travis Scott e Ariana Grande. Nesse caso, os jogadores experimentaram uma imersão virtual completa destes eventos.

O ambiente virtual Decentraland, que possui sua própria criptomoeda, permite que várias pessoas criem espaços e avatares. Recentemente, um terreno na Decentraland foi vendido por 2,4 milhões de dólares.

Portanto, a proposta das empresas envolvidas no metaverso é produzir espaços para conectar pessoas, que incluem:

  • Ambientes de trabalho virtuais.
  • Redes sociais com realidade aumentada.
  • Jogos multi-jogador com experiências imersivas.
  • Economia virtual utilizando criptoativos.

Quais as criptomoedas ligadas ao metaverso?

Existem algumas moedas ligadas ao metaverso, embora nem todas tenham lançado efetivamente seus projetos. Em geral, buscam ambientes virtuais para interação e jogos envolvendo o uso de criptoativos.

Decentraland (MANA):

Plataforma virtual onde é possível criar espaços, se conectar com pessoas e comercializar ativos digitais, que podem incluir prédios, galerias de arte, escritórios com acesso restrito, arenas de shows, entre outros.

Multiverse (AI):

Visa a construção de espaços virtuais, criando comunidades até mesmo em seus próprios planetas; o criptoativo serve para financiar a construção do seu próprio mundo neste metaverso.

Yield Guild Games (YGG):

Token da organização autônoma descentralizada (DAO) que permite aos jogadores investir em ativos do metaverso, especialmente os NFT, em troca de uma remuneração.

Neste vídeo a equipe do @Usecripto explica como funcionam os jogos com criptomoedas. Criptomoedas e jogos digitais: tudo sobre a transformação do universo gamer!

O que é NFT, e como entram no metaverso?

NFT é sigla para token não-fungível, ou non fungible token. São ativos digitais que certificam a exclusividade de qualquer coisa, incluindo fotos, vídeos, músicas e obras artísticas.

Características do NFT:

  • É registrado em uma blockchain, portanto o comprador fica livre para armazenar por conta própria ou vender este ativo virtual no futuro.
  • NFT pode dar acesso a determinado item no metaverso, garantindo que um ativo virtual é de determinada pessoa.
  • Os usuários podem vender seu NFT em marketplaces de ativos digitais, que podem existir dentro do metaverso.

Em suma, tornam o metaverso uma economia real completa e independente.

Quais empresas estão investindo no metaverso?

O metaverso virou o tema preferido das gigantes de tecnologia, por ser uma oportunidade de negócio com muito potencial.

  • Facebook: já tinha investimentos relacionados ao metaverso e, em outubro, a empresa mudou seu nome para Meta; pretende criar vários ambientes virtuais, com o Facebook Horizon, incluindo o uso de realidade aumentada.
  • Microsoft: anunciou investimento no metaverso e integração com sua plataforma de videoconferência, Teams, com foco maior nas empresas e educação; o novo projeto passa a se chamar Mesh.
  • Nvidia: possui o Nvidia Omniverse, plataforma virtual de simulação e colaboração no desenvolvimento de projetos; vai expandir esse modelo para se tornar base de seu metaverso.

Metaverso e a indústria de jogos

Alguns games multi-jogador lembram espaços de metaverso, pois permitem que as pessoas tenham uma imersão virtual no jogo. Há inclusive o uso de inteligência artificial quando os “mundos” são criados conforme o desenrolar do jogo.

Além disso, existem jogos utilizando blockchain e NFT que promovem ainda mais o uso da economia digital, dentre estes:

Axie Infinity (AXIE e SLP):

Axie Infinity é um universo digital baseado em batalhas de animais criados utilizando NFT. Os “monstrinhos” Axies ganham pontos Smooth Love Potion (SLP) conforme avançam nesse metaverso.

Sandbox (SAND):

Jogo que utiliza tokens não-fungíveis (NFT) e registra suas transações na rede Ethereum; é possível criar espaços virtuais e interagir com outros personagens; em novembro a Adidas anunciou que está desenvolvendo um metaverso dentro da Sandbox.

metaverso-nos-games

My Neighbor Alice (ALICE):

Se você já usou aqueles jogos de celular onde o objetivo é construir e manter sua fazenda, sabe como são viciantes; qualquer um pode ser dono de terrenos virtuais, além do criptoativo ALICE funcionar como moeda de troca dos itens digitais nesse universo.

Qual o futuro do metaverso nas criptomoedas?

Criptomoedas e metaverso são conceitos amplos que podem evoluir separadamente, embora exista uma sinergia para transações de valores monetários.

NFT e criptoativos são complementares e necessários, certificando o registro de propriedades virtuais e itens digitais.

A economia virtual é peça-chave do metaverso, que apesar de ser um ambiente completamente digital, deve apresentar utilidade no mundo real. Portanto, a tendência é que ambos cresçam juntos.

Fique ligado

Ainda não tem conta?

Participe agora da nova economia digital!

Criar conta

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.