Criptoativos

Bitcoin Pizza Day: Saiba o que é e porque foi tão marcante!

Criado em 05/01/2022 - Atualizado em 05/01/2022

10 minutos de leitura

Bitcoin Pizza Day: Saiba o que é e porque foi tão marcante!

Hoje sabemos que um Bitcoin custa mais de R$ 200 mil, mas isso nem sempre foi assim. Foi em meados de 2010 que a primeira transação comercial utilizando a criptomoeda surgiu, no dia que ficou conhecido como “Bitcoin Pizza Day”.

O programador húngaro Laszlo Hanyecz ofereceu em 18 de maio um total de 10.000 Bitcoins em troca de 2 pizzas. A proposta no fórum de discussão Bitcointalk.org levou 4 dias para ser atendida, e o usuário ‘Jercos’ gastou U$ 40 dólares para atender esta demanda.

Pronto, surgia o “Bitcoin Pizza Day”, e, desde então, todos os anos a comunidade celebra este 22 de maio. A história não termina aí, porém, o importante é entender que antes deste evento não havia valor comercial, ou ao menos registro de transações utilizando Bitcoin como moeda.

O que foi o Pizza Day?

O “evento” não foi planejado ou programado, e a iniciativa do programador que vivia nos EUA tinha simplesmente a intenção de “espalhar” suas moedas para a comunidade.

O que pouca gente sabe é que Laszlo Hanyecz foi um dos primeiros contribuidores do software Bitcoin, além da pessoa por trás do “Bitcoin Pizza Day”.

  • Laszlo foi o principal desenvolvedor da versão do software Bitcoin Core para o MacOS.
  • Foi Laszlo que inventou a mineração de Bitcoin utilizando placas de vídeo de computador.
  • Até então, a única modalidade conhecida era o uso do processador central, CPU.
  • Esta inovação conferiu enorme vantagem a Lazslo, e, na época, a premiação diária era de 7.200 Bitcoins aos mineradores.

Confira abaixo como funciona o halving, a redução programada na emissão de novas moedas.

Bitcoin Pizza Day, a pizza mais cara da história!

Passados 6 meses, os 10.000 Bitcoins gastos nas duas pizzas já tinham um valor de mercado de 620 dólares, e surgiram as primeiras brincadeiras de que estas se tornaram as “pizzas de um milhão de dólares”.

Dito e feito, ano após ano, a comunidade acompanhava, incrédula, a valorização daquelas moedas, que ultrapassava os 50 mil dólares em meados de 2012. Laszlo disse, na época, que não se preocupava com isso, e que, havia gasto mais de 100.000 Bitcoins em pizzas.

pizza-day

Acima temos a foto, tirada por Laszlo, do “Bitcoin Pizza Day”, com detalhe da mão de seu filho pequeno.

Quanto valeria hoje os Bitcoins utilizados para comprar a pizza?

A verdade é que não faz muito sentido comparar os 10.000 Bitcoins de 2010 com o valor atual, pois é provável que Laszlo conseguia isso em 3 ou 4 dias com sua mineradora utilizando placa gráfica (GPU).

valor-do-bitcoin Fonte: TradingView

Acima temos a cotação, em milhões de reais, dos 10.000 Bitcoins. Esses R$ 2,66 bilhões são suficientes para comprar 14,5% das ações da Brasil Foods, a empresa dona da Sadia e Perdigão.

  • Laszlo tinha, sozinho, mais de 30% da capacidade de mineração na época.
  • Atualmente os R$ 2,66 bilhões seriam suficientes para comprar 42 mil mineradoras de última geração Antminer S-19 XP.
  • Esse poder de mineração equivale a 5,88 milhões de Exahashes por segundo, ou 3,3% da rede Bitcoin.

Para piorar a conta, a remuneração, que na época do “Bitcoin Pizza Day” era de 7.200 moedas, atualmente encontra-se em 900 Bitcoins.

Por que o Bitcoin Pizza Day foi tão importante?

Em 2010 não havia uma cotação do Bitcoin, e as poucas transações que ocorriam eram negociadas em mensagens privadas no fórum Bitcointalk.org. Na realidade, era comum os usuários distribuírem de forma gratuita 100, 500 e até 1.000 moedas para novos participantes.

Por isso a importância do “Bitcoin Pizza Day”, a definição clara de uma quantia em dólares pelo esforço computacional despendido na tarefa de encontrar a chave (hash) correta que adiciona o novo bloco de informações.

Acredite: 0,004 dólares, menos de 1 centavo por cada Bitcoin. Se Laszlo deixou seu PC ligado por 3 dias, é provável que tenha gasto 1,50 dólares em energia na época em troca das 2 pizzas.

Quem define o preço do Bitcoin?

O Bitcoin é um ativo de renda variável, assim como as ações de empresas, ouro, e moedas fiduciárias: dólar, euro, libra. Desse modo, não existe previsibilidade nas cotações, definidas pelos interessados na compra e venda a cada momento.

  • Cada corretora de criptomoedas, ou exchange, possui sua própria cotação.
  • Não existe uma cotação “oficial” do Bitcoin, pois cada exchange possui suas regras, prazos e taxas.
  • A cotação do Bitcoin continua variando, independente da criptomoeda estar depositada na exchange ou na carteira digital (wallet) do cliente.

Bitcoin é melhor que o ouro? Veja como esses dois ativos se comparam no vídeo abaixo.

Por que empresas estão utilizando o Bitcoin como reserva?

O Bitcoin é um ativo digital escasso, auditável, e extremamente seguro. As empresas que compram a criptomoeda possuem geralmente uma visão de longo prazo. A maioria busca uma proteção contra a inflação e a perda do poder de compra das moedas tradicionais.

Algumas grandes empresas passaram a adotar o Bitcoin como reserva financeira. Este movimento começou a ganhar força em 2021 com as compras da MicroStrategy, Tesla, e Square, conforme vemos abaixo.

Tudo isso começou em 22 de maio de 2010, no “Bitcoin Pizza Day”, que marcou o uso da criptomoeda como dinheiro.

resera-de-valor Fonte: Bitcointreasuries.net

  • É possível que outras empresas tenham adquirido Bitcoin, porém nem todas são obrigadas a reportar, dependendo do tamanho.
  • O banco Morgan Stanley já investiu mais de US$ 300 milhões de dólares em Bitcoin através do fundo Grayscale GBTC Trust.
  • A característica de proteção inflacionária é o que mais atrai os investidores institucionais para o Bitcoin.

O Pizza Day foi tão importante assim?

Sem dúvidas, não só pelo marco da transação comercial, mas por ter ajudado a distribuir moedas entre a comunidade. O que pouca gente conhece dessa história é que Laszlo trocou e-mails com Satoshi Nakamoto, a pessoa ou grupo por trás da criação do Bitcoin.

  • Satoshi elogiou a inovação, mas alertou para os riscos de deixar novos entrantes sem remuneração, pois nem todos tinham placas de vídeo.
  • Satoshi sabia que a mineração seria em breve dominada pela nova tecnologia, mas explicou as vantagens de ter uma rede com mais participantes.
  • Foi a partir dessa troca de e-mails que Laszlo teve a ideia de comprar pizzas usando Bitcoin para distribuir aos demais usuários.

Entendeu a importância do “Bitcoin Pizza Day”, e porque a criptomoeda se tornou uma reserva financeira para empresas e bancos? Abra sua conta no Mercado Bitcoin e invista com a líder da América Latina.

Fique ligado

Ainda não tem conta?

Participe agora da nova economia digital!

Criar conta

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.