Educação

O que é Trader e quais as modalidades existentes?

Criado em 17/12/2021 - Atualizado em 17/12/2021

6 minutos 44 segundos de leitura

O que é Trader e quais as modalidades existentes?

Assim como os YouTubers, nos últimos anos cresceu de forma exponencial o número de pessoas buscando a carreira no trade, seja de forma autônoma ou contratado. Mas afinal, o que é trader e como funciona essa profissão?

O trader é alguém que realiza operações de compra e venda, em qualquer mercado, seja ele físico ou digital. Não existe uma regra estabelecendo quantidade mínima de negócios por mês ou ano, pois é possível ganhar dinheiro de diferentes formas.

Ao contrário do imaginário popular, trader é uma atividade extremamente difícil e competitiva. Vamos explorar cada uma dessas áreas e formas de atuação, detalhando suas diferenças.

O que é trader?

Trader é aquele que atua negociando, realizando compras e vendas de ativos. Isso pode variar entre grãos de soja, ações de empresas, títulos de dívida, criptomoedas, contratos derivativos, divisas estrangeiras, entre outros.

De forma resumida, o trader:

  • Trabalha com a volatilidade, as oscilações de preços.
  • Busca lucrar ao encontrar a hora certa de realizar compras e vendas no mercado.
  • Pode montar posições vendidas (short), ou seja, apostando na queda do ativo.

Agora que você sabe o que é trader, vamos discutir suas formas de atuação

O que é trader de criptomoeda?

O trader de criptomoeda pode atuar nas mais diversas modalidades, sendo contratado por uma gestora de investimentos, uma empresa, ou até mesmo por conta própria.

O trabalho da intermediação da exchange (corretora), além de organizar o livro de ofertas, é assegurar a origem lícita dos valores, evitando assim estornos bancários ou problemas de natureza jurídica.

O trade de criptomoedas pode ser feito de forma profissional, inclusive na arbitragem e formação de mercado. Desse modo, para responder o que é trader de criptomoeda, é necessário entender qual a forma de atuação pretendida.

Quais modalidades de trade existem?

  • Position Trade: é um trade que se aproveita de ciclos e tendências que podem durar entre semanas e meses.
  • Swing Trade: similar ao anterior, porém busca rupturas, canais e movimentos de curto-prazo, variando entre dias e semanas.
  • Day Trade: são negociações iniciadas e terminadas no mesmo dia. Em geral, as são focadas na análise técnica e gráfica.
  • Scalping: técnica de arbitragem de curtíssimo prazo que busca pequenos ganhos baseados na leitura do livro de ordens (tape reading).

É crescente o uso dos robôs de trade, também conhecidos como bots, para envio de ordens automatizadas seguindo uma programação prévia. Quanto mais curto o prazo de negociação, maior o grau de automação.

Quais os principais tipos de trader?

É possível classificar os traders segundo o aspecto prático de atuação. Por exemplo, o que é trader de ações? Dependendo, este pode atuar basicamente de três maneiras, listadas abaixo.

  • Gestor de risco: pode atuar na mesa proprietária de alguma instituição, ou como gestor de recursos de terceiros, usualmente um clube ou fundo de investimento.
  • Intermediário: atua como repassador de ordens para as corretoras, independente do grau de autonomia na execução.
  • Autônomo: atua por conta própria; classificação mais comum, pois não é necessário contrato, autorização ou certificação.

Perceba abaixo como o fluxo de ordens nos mercados tradicionais, mesmo quando realizado de forma eletrônica, envolve diversas instituições.

fluxo-ordens-financeiras

No trade de criptomoedas não existe a figura da Bolsa de Valores, e a corretora (exchange) atua como intermediador entre os clientes interessados em cada ativo digital.

Quais os vínculos possíveis para um trader?

  • Autônomo, porém comissionado: atuam na modalidade Pessoa Jurídica, administrando parte dos recursos de terceiros em troca de uma comissão variável.
  • Institucional: atuam no modelo CLT padrão, ou Pessoa Jurídica com contrato de exclusividade, administrando recursos de terceiros.
  • Broker, ou operador: remete ao operador de pregão, um funcionário dedicado para acompanhar a execução das ordens, usualmente no modelo de contratação CLT.
  • Salestrader, ou líbero: de forma semelhante ao broker, trabalha em contrato de exclusividade, porém é responsável por assessorar o cliente.

Em resumo, não é o vínculo empregatício que define o que é trader, e sim sua forma de atuação.

O que é trader profissional?

O trader profissional, ao contrário do investidor, é alguém que possui como renda primária a receita de negociação. No entanto, cabe ressaltar que não existe ensino formal, diploma técnico ou faculdade dedicada para definir o que é trader profissional.

Dentre suas principais características estão:

  1. Resiliência e foco, necessários para o aprimoramento e execução de ordens.
  2. Saber exatamente seu nível de risco confortável para cada posição.
  3. Usar a técnica de “stop”, ou seja, encerrar a posição quando se está perdendo, visando minimizar os prejuízos.
  4. Ter capacidade e frieza de traçar uma estratégia de jogo e seguir até o final.

Se interessou? Confira no vídeo abaixo o que é trader profissional, e algumas dicas importantes para esta carreira.

Quanto ganha um trader?

Essa resposta é complexa, pois o trade é uma atividade dinâmica, e as características individuais fazem toda a diferença.

Segundo o site Guia da Carreira, as médias salariais variam entre R$ 4.300 até R$ 11.500 para traders que atuam em empresas, embora isso varie conforme experiência e tamanho da carteira administrada.

  • No caso dos traders autônomos não existe salário, portanto os ganhos são completamente variáveis.
  • Na carreira de autônomo é possível, e esperado, que existam meses de prejuízo.
  • Aquele autônomo, que é trader sem vínculo, não deve depender de eventuais rendimentos para despesas regulares.

Como se tornar um trader?

Agora que já entendeu o que é um trader, percebeu que não é preciso ter uma formação específica. Porém, há alguns pontos que todos devem adotar para obter sucesso:

  • Estratégia: definir quais ferramentas usar para analisar o mercado.
  • Conhecimento: o ideal é focar em uma escola de análise, seja fundamentalista ou técnica (gráficos).
  • Gerenciamento de risco: estipular previamente o ponto de entrada, o ponto de saída e o volume financeiro.
  • Controle emocional: necessário ser racional em suas análises e operações, mantendo o autocontrole, algo que poucos conseguem no longo prazo.

Por ser uma área de atuação arriscada, é necessário fazer uma boa gestão de risco. Além disso, é essencial entender como cada ativo se encontra no eixo de risco e retorno:

gestao-de-risco

O que é trader certificado?

Não há diploma ou formação obrigatória para se tornar trader. No entanto, para atuar em mercados regulados, especialmente nas instituições financeiras, existem algumas exigências legais.

Portanto, as principais certificações no Brasil são:

  • CPA-20: também conhecido como Certificação Profissional ANBIMA; é um exame para qualificação de profissionais que atuam com produtos de investimentos.
  • AAI: certificação para Agente Autônomo de Investimento, exame para assegurar um nível mínimo de conhecimento técnico e regulatório.

Cabe ressaltar que não é a certificação que define o que é trader de sucesso, e sim sua capacidade técnica, conhecimento, e vontade de aprender.

O que é apostador, e o que é trader?

  • Apostador é o torcedor, negocia sem análise e fundamento prévio baseado puramente na emoção.
  • Trader desenvolve estratégia, observa o cenário, busca melhorar sua performance, aplica controle emocional.

Em linhas gerais, onde os traders mais erram é na falta de planejamento, pois o lucro é advindo da média das vitórias e pequenas derrotas ao negociar ativos.

Confira o vídeo abaixo como é fácil e rápido fazer no Mercado Bitcoin.

Quais estratégias para diminuir os riscos?

Para reduzir o risco de trade, há 5 erros comuns que se deve evitar:

  1. Montar a posição toda de uma única vez: o ideal é comprar um pouco a cada semana, dividindo em quatro ou mais etapas.
  2. Mensurar o risco de forma incorreta: o principal indicador utilizado por traders é a volatilidade; ao investir no Ethereum, por exemplo, é normal oscilações de até 15% num único dia.
  3. Seguir fielmente as recomendações dos outros: é indispensável fazer ajustes e adaptações constantes e desenvolver sua própria estratégia.
  4. Variar muito rápido entre medo e afobação: o psicológico é o que mais faz traders experientes perderem dinheiro; é normal haver um grupo mais otimista, enquanto outros prevêem o pior.
  5. Esperar alguma forma de renda mensal: é impossível extrair nenhuma renda garantida no trade de nenhuma classe de renda variável.

Para comprar e Vender Bitcoin no Brasil conte com a única empresa com 8 anos de histórico sem intercorrências ou hacks, o Mercado Bitcoin.

Fique ligado

Ainda não tem conta?

Participe agora da nova economia digital!

Criar conta

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.