O que são utility tokens? Conheça o Chiliz

Existem mais de 4.000 criptoativos em circulação, cada um com diferentes propostas. Os utility tokens, ou tokens de utilidade, representam um acesso a um produto ou serviço. Não é função primária deste criptoativo atuar como moeda, seja armazenando valor, ou facilitando transferências.

Os utility tokens não são desenhados como instrumentos de investimento, pois atuam como facilitador deste ecossistema. Por este motivo deve-se conhecer qual a proposta, empresas parceiras, e, principalmente, a idoneidade dos emissores.

O Mercado Bitcoin é a plataforma líder de volume em criptoativos, além de ser a única exchange da América Latina dentre as 25 mais confiáveis do mundo segundo o Blockchain Transparency Institute (BTI).

Qual a finalidade dos utility tokens?

Um excelente exemplo são os tokens de votação de plataformas descentralizadas. Seus detentores participam ativamente em decisões que variam desde a taxa de remuneração para depósitos, até quais criptomoedas podem servir de colateral para empréstimos.

Os utility tokens existem mesmo em situações onde não há valor monetário. Podem servir como direito de preferência no lançamento de produtos e serviços, ou até mesmo um símbolo de status nas redes sociais.

Como estes tokens podem ter valor?

Existem inúmeras formas para que esses utility tokens ganhem um valor além do emocional ou motivacional, embora isto fique a cargo da comunidade, do ecossistema ao redor deste token.

Utility tokens podem funcionar na de pré-venda de serviços ou produtos, assegurar benefícios exclusivos, atuar como direito de participação em uma rede, além de muitos outros casos.

Há exemplos concretos de utility tokens em circulação com capitalização acima de R$ 10 bilhões, ancorados por descontos em taxas de corretagens nas exchanges, além de acesso preferencial às novas ofertas.

Em outros casos, os utility tokens atuam como prova de participação, provendo ao usuário direito de receber dividendos em determinados projetos, usualmente pagos em stablecoins ou outros criptoativos.

Criptoativos e chaves privadas

No universo dos criptoativos, a prova de posse de determinado endereço é feita através da chave privada, uma senha, necessária para autorizar transações. Desta maneira, não é possível fazer a identificação de quem é o detentor dos tokens, uma vez que o blockchain apenas informa o saldo de cada endereço na rede.

Enquanto esta característica fornece certa privacidade ao usuário, possibilita a livre comercialização de forma descentralizada. As exchanges existem para facilitar esta intermediação, trazer mais liquidez e segurança para compradores e vendedores.

Distribuição e listagem dos utility tokens

É importante lembrar que cada utility token possui suas próprias regras de emissão, distribuição entre colaboradores e investidores, e até mesmo na forma de mineração. Deve-se estudar com atenção a quantidade máxima de tokens a ser emitida, além dos incentivos de cada um dos participantes deste ecossistema a desenvolver e colaborar com a rede.

Quem determina a liquidez, ou seja, volume de compras e vendas diário, é o livre mercado. Embora seja possível listar o utility token em exchanges, esta não é uma obrigação do grupo ou empresa responsável pela emissão. O esforço para maximizar as funcionalidades e expandir a base de usuários é descentralizado, sem nenhum tipo de promessa ou garantia por parte de seu emissor.

Valor de mercado dos utility tokens

A característica principal de um utility token, ou token de utilidade, é a ausência de promessa de valorização, aceitação, ou manutenção de seu valor em mercados. A lógica funciona de maneira similar a itens colecionáveis, no qual os entusiastas são livres para oferecer produtos e serviços em troca desse material.

A valorização irá ocorrer conforme o crescimento do ecossistema, e todos os participantes da rede são incentivados a oferecer novos produtos e serviços, captar mais usuários, desta forma aumentando o potencial de utilização e consequente percepção de valor do token.

Exchanges atuam como intermediários entre compradores e vendedores, não sendo responsável pela obrigatoriedade de estabelecimento de quaisquer patamares de preço, ou nível de liquidez. É o livre mercado entre interessados na compra e venda do criptoativo que determina sua cotação.

Chiliz (CHZ) e a plataforma Socios.com

Socios.com é uma plataforma internacional de interação entre clubes e ligas com sua base de fãs, e o token Chiliz (CHZ) é o que une esses dois mundos. Trata-se de um ecossistema de atração e interação com torcedores, que permite os próprios clubes, atletas e equipes lancem seus tokens independentes.

A plataforma Socios.com já tem acordos com times como Paris Saint-Germain, Barcelona, Juventus e Atlético de Madrid, onde os fãs podem comprar e vender tokens dos times, que dão direito a participar de votações, acesso a produtos exclusivos e outras ações promocionais.

A marca UFC®, principal organização de artes marciais mistas (MMA) do mundo, com 318 milhões de fãs, também é participante do ecossistema do token Chiliz (CHZ).

A venda do Barça Fans Token (BAR) levantou mais de R$ 6 milhões, esgotando-se em menos de duas horas. Segundo a Socios.com, torcedores de mais de 100 países participaram da oferta.

Como negociar e armazenar estes tokens?

Os tokens Chiliz (CHZ) podem ser livremente negociados entre os usuários, inclusive contando com a intermediação de algumas exchanges, como o Mercado Bitcoin.

Em breve ao entrar em nossa plataforma pelo site ou aplicativo, você irá encontrar o utility token Chiliz (CHZ) logo abaixo dos demais criptoativos, como XRP (Ripple) e Litecoin.

A tecnologia utilizada atualmente é o ERC-20 da rede Ethereum, por conta de sua segurança, transparência, e flexibilidade através de smart contracts, os contratos digitais.

Isto permite ao usuário escolher uma carteira (wallet) de sua preferência, embora seja possível manter os tokens na custódia do Mercado Bitcoin, se assim desejar.

O aplicativo para Google Play e iOS da plataforma Socios.com é 100% funcional, e funciona como uma carteira (wallet). É através deste aplicativo que os clubes, atletas e equipes oferecem os mecanismos de voto, e ofertam serviços e produtos exclusivos aos detentores de seus tokens.

Na plataforma Socios.com é possível comprar e vender os tokens exclusivos de cada time em troca do utility token Chiliz (CHZ), este sim listado no Mercado Bitcoin, primeira exchange brasileira a disponibilizá-lo. Confira o passo a passo abaixo:

Baixe o aplicativo Socios.com (não tem plataforma web)

chiliz
Passo 1

Tela de entrada

chiliz
Passo 2

Vá para Wallet

chiliz
Passo 3

Aqui é onde você pega o endereço

chiliz
Passo 4

Endereço de fato

chiliz
Passo 5

Após depositar e comprar um token você pode participar das votações

chiliz
Passo 6

A importância da diversificação

A diversificação é estratégia ideal para tornar uma carteira de investimentos resiliente a choques externos. Adicionar uma pequena fatia em ativos de maior risco melhora o retorno e reduz a volatilidade da carteira em períodos de incerteza.

Embora exista um potencial de crescimento do próprio ecossistema, os utility tokens são ativos de risco, portanto devem ser fazer parte de uma parcela menor da carteira de investimentos. Este outro artigo apresenta mais vantagens e dicas para a correta diversificação.

Comece a negociar agora mesmo com o Mercado Bitcoin, a maior exchange da América Latina, e a primeira a oferecer ativos alternativos.

Post anteriorPróximo post