Criptoativos

Top 6 moedas do Metaverso, as “gemas” imperdíveis

Criado em 27/12/2021 - Atualizado em 27/12/2021

5 minutos de leitura

Top 6 moedas do Metaverso, as “gemas” imperdíveis

O metaverso virou o tema da vez, e grandes empresas estão embarcando nessa. Dessa forma, as moedas do metaverso tiveram altas de 500% ou mais em menos de 6 meses.

Qual o motivo da alta? Os itens criados nessa realidade virtual passam a ter valor no mundo real ao incorporar a tecnologia das criptomoedas. Isso atraiu o Facebook, Adidas, Nike, Microsoft, e Unity Software.

Esses ativos digitais permitem interação em espaços virtuais, além de renda na oferta de serviços e intermediação de ativos digitais.

O que é Metaverso?

É um espaço virtual, uma tecnologia que inclui realidade virtual e realidade aumentada. Traz maior conexão entre pessoas, não ficando restrito a uma “sala de conversa”.

  • Permite um “mundo virtual” onde é possível construir conteúdo e compartilhar experiências.
  • Não é necessário óculos 3D, sendo possível acessar por computador, videogame, tablets e celulares.
  • As pessoas são representadas por bonecos (avatares).
  • Possibilita gerar lucro com itens virtuais, como jogos, terrenos, através de tokens não-intercambiáveis NFT.

Veja abaixo como funciona a NFT, componente importante nas moedas do metaverso.

O que são moedas do Metaverso?

As moedas do metaverso são ativos digitais utilizados em aplicações descentralizadas (dApp). Ou seja, aplicativos que utilizam smart contracts, os contratos digitais programáveis e autoexecutáveis.

  • Servem para comprar e vender terrenos, customizar seu avatar, e até mesmo pagar produtos e serviços no metaverso.
  • Também podem ser usados na governança, as votações para decidir o desenvolvimento, taxas e funcionalidades de cada projeto.
  • Por ser um criptoativo (token), podem ser livremente transferidas e comercializadas entre os usuários.
  • Para interagir com estes aplicativos, inclusive do metaverso, é necessária uma carteira (wallet) compatível.

Acompanhe abaixo como uma instalar e usar a carteira MetaMask:

Decentraland (MANA)

O projeto começou a se formar em 2015, porém o início da negociação dessa moeda do metaverso foi em 2017.

descentraland-mana

Decentraland possui duas moedas do metaverso:

MANA: token de governança, dá poder de participação nas decisões do projeto. LAND: NFT que identifica as propriedades exclusivas de cada item dentro desse mundo virtual.

  • Ambos são criptoativos registrados no blockchain da Ethereum.
  • Os usuários conseguem socializar, explorar e comercializar no aplicativo.
  • Permite a construção de terrenos, prédios e até mesmo o trabalho em empresas e escritórios virtuais.
  • Além do Mercado Bitcoin, MANA negocia em outras 20 corretoras (exchanges), e valorizou 520% entre outubro e 1/Dez.

Especialistas da área apontam que a Decentraland é uma das criptomoedas promissoras do metaverso.

The Sandbox (SAND)

Em novembro a Adidas anunciou que está desenvolvendo seu próprio metaverso na Sandbox. Até mesmo o visionário Elon Musk já garantiu um terreno da Tesla no aplicativo.

sandbox

  • Criptoativo da rede Ethereum, lançado em 2021 pela startup Pixowl.
  • O jogo utiliza NFT, permitindo que os usuários criem e negociem itens e terrenos.
  • As recompensas financeiras na plataforma são feitas no próprio token SAND.
  • É possível criar espaços virtuais e interagir com outros personagens.
  • Além do Mercado Bitcoin, negocia em 15 corretoras de ativos digitais, e entre outubro e 1/dez, subiu 820%, a maior alta dentre as moedas do metaverso.

Yield Guild Games (YGG)

A moeda do metaverso YGG é um criptoativo (token) da organização autônoma descentralizada (DAO), uma startup totalmente controlada pela comunidade.

yield-guild-games

  • Lançado em 29 de julho de 2021, é um criptoativo (token) da rede Ethereum.
  • O projeto permite que os jogadores invistam em ativos do metaverso, especialmente os NFT, em troca de uma remuneração.
  • A principal fonte de receita da organização autônoma é a venda e aluguel dos NFTs.
  • Negocia em 8 corretoras de ativos digitais, incluindo o Mercado Bitcoin, e valorizou 39% entre outubro e 1/Dez.

Chromia (CHR)

Chromia é uma plataforma para desenvolvimento de aplicativos descentralizados, incluindo o metaverso. Dessa maneira, pode atuar como um blockchain independente, ou como camada adicional na rede Ethereum.

O jogo My Neighbor Alice (ALICE), por exemplo, cuja moeda do metaverso é negociada no Mercado Bitcoin, foi criado utilizando a tecnologia Chromia.

  • Chromia também pode ser utilizado para aplicações financeiras (DeFi).
  • Para pagar a hospedagem ou capacidade de processamento na rede, somente é aceito o token CHR.
  • Os validadores da rede são obrigados a depositar CHR para garantir sua honestidade, e em troca, recebem uma remuneração (staking).
  • Negocia em 10 exchanges, e subiu 226% entre outubro e 1/Dez.

Enjin Coin (ENJIN)

Concorrente direto do Decentraland, Enjin Coin é voltado para o desenvolvimento de jogos.

enjin

  • Criptoativo da rede Ethereum, lançado em 2017 pela Enjin, uma empresa de Cingapura.
  • Foi pioneiro ao permitir que desenvolvedores e marcas criem seus próprios NFTs.
  • O token ENJ é utilizado para criar itens em ambientes de jogos eletrônicos, além da negociação em seu ambiente virtual.
  • Além do Mercado Bitcoin, negocia em outras 15 exchanges, e valorizou 150% entre outubro e 1/Dez.

A Enjin Coin foi a moeda do metaverso escolhida pela Microsoft como parceira para desenvolvimento.

Loopring (LRC)

Funciona como uma segunda camada na rede Ethereum. Nessa blockchain as transações ocorrem de forma rápida e com baixos custos.

  • Teve o início de suas negociações em 2017, focada nas Finanças Descentralizadas (DeFi).
  • Analistas atribuem a recente alta a rumores de uma parceria com a varejista de games, e “queridinha” das redes sociais, a GameStop.
  • Sua tecnologia pode ser utilizada para oferecer escalabilidade para moedas do metaverso, aumentando a capacidade de processamento.
  • Negociado em 15 exchanges, além do Mercado Bitcoin, o token LRC valorizou 630% entre outubro e 1/Dez.

Por que comprar moedas do Metaverso no Mercado Bitcoin?

O Mercado Bitcoin listou 8 moedas do metaverso, e vamos expandir bastante esse número até o início de 2022.

  • Única funcionando desde 2013 sem intercorrências, hacks, ou vazamentos de dados. Por isso, o Mercado Bitcoin é confiável.
  • Primeiro unicórnio de criptos da América Latina, com mais de 500 colaboradores e investimento do Softbank.
  • Temos nota máxima nos mais rigorosos testes de segurança de sistemas pela GlobalSign SSL Report.

Abra sua conta no Mercado Bitcoin e aproveite o potencial de valorização das moedas do metaverso.

Fique ligado

Ainda não tem conta?

Participe agora da nova economia digital!

Criar conta

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.