Criptoativos

XRP (Ripple) vale a pena comprar? É melhor que Bitcoin?

27/11/2020

4 minutos 45 segundos de leitura

XRP (Ripple) vale a pena comprar? É melhor que Bitcoin?

Todos já escutamos os “defeitos” do Bitcoin, que incluem a baixa capacidade de transações por segundo, além do dispêndio de energia na mineração. Enquanto isso, Ripple (XRP), um criptoativo criado em 2013, pode realizar 1.500 transações por segundo, praticamente sem custo de processamento.

Além disso, a XRP foi criada pela Ripple Labs, empresa regulada pela BitLicense no estado de NY. Em suma, possui mais diferenças do que semelhanças para as criptomoedas Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH).

No entanto, é inegável que a recente alta de 180% em menos de duas semanas tornou a colocar em evidência o terceiro maior criptoativo em valor de mercado. Por este motivo, o Mercado Bitcoin faz questão de trazer para você esta análise completa sobre Ripple (XRP). Siga a leitura conosco!

O que é Ripple (XRP)?

O token XRP foi lançado no início de 2013, e ao contrário das criptomoedas tradicionais, não utiliza a tecnologia blockchain. Desta forma, a empresa Ripple Labs desenvolveu sua própria versão do banco de dados descentralizado, denominado XRP Ledger.

Aproveite e aprenda aqui a diferença entre Bitcoin e blockchain, este banco de dados descentralizado.

No XRP, inclusive, não há mineração, o esforço computacional necessário para encontrar a solução dos novos blocos. Em vista disso, o XRP Ledger trabalha com um grupo indicado pela empresa Ripple Labs para atuar como validador das transações.

Em resumo, o criptoativo já nasceu com 100 bilhões de tokens emitidos, dos quais 20% foram destinados aos fundadores. Não obstante, a empresa responsável pela oferta (ICO) arrecadou mais de 7,5 milhões de dólares ao longo de 2013 com fundos de investimento e de participações.

No vídeo abaixo a equipe da @usecripto explica em mais detalhes o que é XRP e o protocolo Ripple.

Existe explicação para a forte alta?

Sim, segundo informou o portal de notícias Livecoins, o movimento ocorreu principalmente por conta da distribuição (airdrop) do token Spark. Os detentores de XRP que tenham depositado seus criptoativos nas carteiras (wallets) participantes vão receber de forma gratuita esta bonificação.

Embora não exista nenhuma garantia que este novo token será negociado nas grandes exchanges, a empresa por trás do lançamento, Flare Networks, promete criar uma integração entre a rede Ripple Ledger e os contratos digitais programáveis (smart contracts) da Ethereum.

Este outro artigo explica o que são e para que servem os smart contracts, indispensável para quem deseja crescer no universo de finanças descentralizadas.

Outro motivo apontado por analistas foi a entrada do Bank of America na lista de clientes no site da RippleNet, o sistema que utiliza a tecnologia da empresa Ripple Labs. Todavia, cabe lembrar que isso não significa que o token XRP será utilizado pelo banco.

Para que serve o XRP?

Funciona como qualquer outro criptoativo, ou seja, um bem digital que pode ser livremente transacionado entre pessoas e empresas. Não há absolutamente nada que garanta seu valor de mercado ou aceitação, além do próprio interesse de seus usuários.

Num esforço de aumentar a utilização do token, a empresa Ripple Labs firmou parcerias com diversos bancos e empresas de remessas internacionais. No entanto, geralmente é utilizado apenas a tecnologia Ripple Ledger, por exemplo, no Sistema OnePay FX do Santander.

Contudo, há casos de uso do token XRP no produto “Liquidez sob demanda” (On-Demand Liquidity). Deste modo, o sistema RippleNet realiza de maneira simultânea a compra e venda de XRP em diferentes países para facilitar a remessa de valores fiduciários.

Em suma, embora o XRP não seja desenhado para funcionar como moeda de uso no dia a dia, existem comerciantes e pessoas físicas que aceitam o token.

Ripple é melhor que Bitcoin?

Não, embora não sejam competidores diretos. Bitcoin é uma criptomoeda focada em ser incensurável, e, ao mesmo tempo, independente. Ou seja, renuncia a agilidade e integração com demais sistemas, ao contrário do XRP.

Ripple busca atuar como um sistema de liquidação global, integrado aos grandes bancos. Seu banco de dados XRP Ledger é semi-centralizado, portanto, muito mais rápido e simples de ser atualizado.

Nesse sentido, embora as transações de XRP não sejam diretamente censuráveis, a empresa Ripple Labs pode ser forçada por agências reguladoras a restringir determinados endereços.

Em suma, o XRP não compete diretamente com o Bitcoin, mas ao analisarmos as qualidades de uma criptomoeda, o ganho de eficiência não compensa a perda de resistência a ataques.

Vale a pena comprar Ripple?

Depende do seu prazo de investimento e grau de tolerância ao risco. Ao analisarmos um período mais curto, existe a possibilidade do movimento de queda persistir por mais algumas semanas. Repare no gráfico abaixo como a alta de R$ 1,40 para a máxima de R$ 2,54 ocorreu em doze dias.

Em contrapartida, o XRP encontra-se 75% abaixo da máxima atingida no final de 2017, quando sua cotação equivalente ultrapassou os R$ 11. Isso não significa necessariamente que o token irá retomar esta magnitude, porém é inegável que seu valor de mercado depende exclusivamente da adoção e aceitação pelo mercado.

Como comprar Ripple?

O Mercado Bitcoin, exchange líder em volume e número de clientes no país, disponibiliza a negociação do Ripple (XRP). Nossos clientes podem comprar XRP e vendê-los a qualquer hora do dia através de nosso livro de ofertas.

Cadastre-se agora mesmo, e se preferir, baixe nosso aplicativo para Android ou iOS, e venha conhecer a plataforma mais segura da América Latina. Temos orgulho de figurar no ranking das 25 exchanges mais transparentes e confiáveis do mundo, de acordo com o Blockchain Transparency Institute.

Após ter seu cadastro aprovado, basta realizar uma transferência para nossa conta-corrente, ou chave PIX, e entrar com sua oferta de compra de XRP no preço em nossa plataforma. É simples, rápido e seguro!

Curtiu este conteúdo sobre Ripple (XRP)? Siga nossas dicas no Instagram e Facebook para acompanhar as novidades e informações mais relevantes do mundo das finanças digitais.

Fique ligado

Ainda não tem conta?

Participe agora da nova economia digital!

Criar conta

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.